Avaliação da aprendizagem de línguas e os multiletramentos

Autores

  • Ana Paula Martinez Duboc Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae.v26i63.3628

Palavras-chave:

Avaliação da Aprendizagem, Línguas, Multiletramentos, Multimodalidade

Resumo

Este artigo busca discutir, em particular, as implicações da nova base epistemológica digital nos processos de avaliação da aprendizagem de línguas. Para tanto, faz-se necessário compreender as mudanças ontológicas e epistemológicas das sociedades pós-tipográficas, as quais redefinem conceitos como linguagem, texto e gênero em face da amplitude de novas multissemioses ou multimodalidades em curso.  Compreendidas essas mudanças conceituais, o texto trata das especificidades da avaliação da aprendizagem de línguas à luz das novas demandas sociais. O artigo conclui em favor da revisão de formas de ensinar e avaliar línguas, seja materna ou estrangeira, de modo que a prática escolar atual responda às novas éticas e estéticas emergentes nas sociedades multiletradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Paula Martinez Duboc, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil

 

Professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE/USP), São Paulo, São Paulo, Brasil .

 

Referências

ÁLVAREZ MÉNDEZ, J. M. Avaliar para conhecer, examinar para excluir. Porto Alegre: Artmed, 2002.

BEARNE, E. Assessing multimodal texts. In: BURKE, A.; HAMMETT, R. (Ed.). Assessing new literacies: perspectives from the classroom. New York: Peter Lang, 2009.

BURKE, A.; HAMMETT, R. (Ed.). Assessing new literacies: perspectives from the classroom. New York: Peter Lang, 2009.

BUZATO, M. E. K.; SILVA, D. P.; COSER, D, S.; BARROS, N. N.; SACHS, R. S. Remix, mashup, paródia e companhia: por uma taxonomia multidimensional da transtextualidade na cultura digital. RBLA, Belo Horizonte, v. 13, n. 4, p. 1191-1221, 2013.

COPE, B.; KALANTZIS, M. (Ed.). Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures. London: Routledge, 2000.

DUBOC, A. P. M. A questão da avaliação da aprendizagem de língua inglesa segundo as teorias de letramentos. 2007. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

DUBOC, A. P. M. Language assessment and the new literacy studies. Lenguaje, Colombia, v. 36, n. 2, p. 159-178, 2009.

DUBOC, A. P. M. O “novo” nos novos letramentos: implicações para o ensino de línguas estrangeiras. Revista Contexturas: Ensino Crítico de Língua Inglesa, v. 18, p. 9-28, 2011.

DUBOC, A. P. M. Ensino e avaliação de línguas estrangeiras: tendências em curso. In: MULIK, K. B.; RETORTA, M. S. (Org.). Avaliação no ensino-aprendizado de línguas estrangeiras: diálogos, pesquisas e reflexões. Campinas, SP: Pontes, 2014. p. 21-47.

MULIK, K. B.; RETORTA, M. S. (Org.). A avaliação da aprendizagem de línguas e o letramento crítico: uma proposta. In: JESUS, D. M.; CARBONIERI, D. (Org.). Práticas de multiletramentos e letramento crítico: novos sentidos para sala de aula de línguas. (No prelo).

KALANTZIS, M.; COPE, B. Expanding the scope of literacy pedagogy. 2011. Disponível em: <http://newlearningonline.com/multiliteracies/>. Acesso em: 16 out. 2011.

KALANTZIS, M.; COPE, B.; HARVEY, A. Assessing multiliteracies and the new basics. Assessment in Education, v. 10, n. 1, p. 15-26, Mar. 2003.

KLENNER, S.; SANDRETTO, S. Planting seeds: embedding critical literacy into your classroom programme. New Zealand: NZCER, 2011.

KNOBEL, M.; LANKSHEAR, C. (Ed.). A new literacies sampler. New York: Peter Lang, 2007.

KRESS, G. Multimodality: challenges to thinking about Language. TESOL Quarterly, v. 34, n. 2, p. 337-340, 2000.

KRESS, G. Literacy in the new media age. New York: Routlegde, 2003.

KRESS, G. Multimodality: a social semiotic approach to contemporary communication. New York: Routledge, 2010.

KRESS, G.; VAN LEEUWEN, T. Reading images: the grammar of visual design. 2nd ed. London: Routledge, 2006.

LANKSHEAR, C.; KNOBEL, M. New literacies: changing knowledge and classroom learning. United Kingdom: Open University, 2003.

LARSON, J.; MARSH, J. Making literacy real: theories and practices for learning and teaching. London: Sage, 2005.

LIMA, M. B; DE GRANDE, P. B. Diferentes formas de ser mulher na hipermídia. In: ROJO, R. Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola, 2013.

LUDKE, H. Um olhar crítico sobre o campo da avaliação escolar. In: FREITAS, L. C. (Org.). Avaliação: construindo o campo e a crítica. Florianópolis: Insular, 2002.

ROJO, R. Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola, 2013.

ROJO, R.; MOURA, E. (Org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.

ROWSELL, J. My life on Facebook: assessing the art of online social networking. In: BURKE, A.; HAMMETT, R. (Ed.). Assessing new literacies: perspectives from the classroom. New York: Peter Lang, 2009.

SANTAELLA, L.; NÖTH, W. Imagem: cognição, semiótica e mídia. São Paulo: Iluminuras, 2005.

SHEPARD, L. The role of assessment in a learning culture. Educational Researcher, v. 29, n. 7, p. 1-14, 2000.

SOUSA, S. M. Z. L. Avaliação da aprendizagem nas pesquisas no Brasil de 1930 a 1980. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 94, p. 43-49, ago. 1995.

SPALDING, M. O hiperconto e a literatura digital. Digestivo Cultural, 8 abr. 2010. Disponível em: . Acesso em: 18 dez. 2012.

VASCONCELLOS, C. S. Avaliação da aprendizagem: práticas de mudança por uma práxis transformadora. 5. ed. São Paulo: Libertad, 2003.

VIANNA, H. M. Avaliação educacional: uma perspectiva histórica. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 12, p. 7-24, jul./dez. 1995.

VIEIRA, V. M. O. Portfólio: uma proposta de avaliação como reconstrução do processo de aprendizagem. Psicologia Escolar e Educacional, Campinas, v. 6, n. 2, p. 149-153, dez. 2002.

VILLAS-BOAS, B. M. F. O portfólio no curso de Pedagogia: ampliando o diálogo entre professor e aluno. Educação & Sociedade, Campinas, v. 26, n. 90, p. 291-306, jan./abr. 2005.

Downloads

Publicado

29-12-2015

Como Citar

DUBOC, A. P. M. Avaliação da aprendizagem de línguas e os multiletramentos. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 26, n. 63, p. 664–687, 2015. DOI: 10.18222/eae.v26i63.3628. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/3628. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Tema em Destaque