Algoritmos de avaliação: modelagem e aplicação no estudo da evasão discente

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae.v31i77.7038

Palavras-chave:

Avaliação Institucional, Evasão Escolar, Algoritmo de Avaliação, Qualidade da Educação.

Resumo

O presente artigo objetiva aplicar o conceito de algoritmo de avaliação no estudo da evasão, retenção e formados do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, campus Sobral, entre 2009.1 e 2015.1, identificando, na perspectiva dos gestores, os fatores que influenciam esses fenômenos e, consequentemente, o desempenho dessa instituição de ensino. Trata-se de um estudo avaliativo apresentado com base em estratégia metodológica quanti--qualitativa e tem como categorias teóricas o planejamento estratégico, a autoavaliação e a qualidade educacional. Para tanto, realizou-se triangulação dos dados da análise documental com os sinais trazidos da entrevista semiestruturada. Os principais resultados da aplicação do algoritmo e geração de um Indicador de Qualidade do Curso (IQC) apontaram que os cursos analisados não se mostraram muito eficientes, dado que mais da metade obteve o menor conceito (E) e nenhum dos cursos em análise alcançou conceito A ou B de eficiência.Palavras-chave: Avaliação Institucional, Evasão Escolar, Algoritmo de Avaliação, Qualidade da Educação. Algoritmos de evaluación: modelaje y aplicación en el estudio de la evasión docenteEste artículo tiene como objetivo aplicar el concepto de algoritmo de evaluación en el estudio de la evasión, retención y egresados del Instituto Federal de Educación, Ciencia y Tecnología, campus de Sobral, entre 2009.1 y 2015.1, e identificar, desde la perspectiva de los gestores, los factores que influyen en estos indicadores y, en consecuencia, en el desempeño de esta institución de enseñanza. Este es un estudio evaluativo presentado basado en una estrategia metodológica cuantitativa y cualitativa y tiene como categorías teóricas el planeamiento estratégico, la autoevaluación y la calidad educativa. Con este fin, los datos del análisis documental se triangularon con las indicaciones aportadas en la entrevista semiestructurada. Los principales resultados de la aplicación del algoritmo y la generación de un Indicador de Calidad del Curso indicaron que los cursos analizados no fueron muy eficientes, ya que más de la mitad obtuvo el concepto más bajo (E) y ninguno de los cursos analizados obtuvo un concepto de eficiencia A o B.Palabras clave: Evaluación Institucional, Evasión Escolar, Algoritmo de Evaluación, Calidad de la Educación. Evaluation algorithms: modeling and application in the student evasion studyThis paper aims to apply the concept of evaluation algorithms in the study of evasion, retention and graduation rates at the Sobral campus of the Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará [Federal Institute of Education, Science and Technology of Ceará] between 2009.1 and 2015.1. It identifies, from management’s perspective, factors that influence these phenomena and, consequently, the performance of this educational institution. This is an evaluative study based on a quantitative-qualitative methodological approach. Its theoretical categories comprise strategic planning, self-assessment and educational quality. To this end, data from documentary analysis was triangulated with indications derived from the semi--structured interview. The main results of the application of the algorithm and the generation of a Course Quality Indicator indicated that the analyzed courses were not very efficient, since more than half received the lowest grade (E) and none of the courses under analysis obtained a grade of (A) or (B) for efficiency.Keywords: Institutional Evaluation, School Evasion, Evaluation Algorithm, Quality of Education.

Biografia do Autor

Marcos Antonio Martins Lima, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, Brasil

Programa de Pós-graduação em EducaçãoNucleo de Avaliação Educacional

José Leudo Maia, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, Brasil

Doutor em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Pós-Doutor em Educação Brasileira (UFC). Professor associado da Universidade Estadual do Ceará (UECE). Fortaleza, Ceará, Brasil.

Ana Cléa Gomes de Sousa, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Sobral-CE, Brasil

Doutoranda em Educação Brasileira na Linha da Avaliação Educacional na Universidade Federal do Ceará (UFC). Pedagoga no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE). Sobral, Ceará, Brasil

Mariana Cristina Alves de Abreu, Universidade Federal do Ceará (UFC); Prefeitura Municipal de Fortaleza, Fortaleza-CE, Brasil

Mestranda em Educação Brasileira, na Linha de Avaliação Educacional, na Universidade Federal do Ceará (UFC). Professora efetiva da Rede Municipal de Fortaleza. Fortaleza, Ceará, Brasil

Ana Paula de Sousa Lima, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, Brasil

Mestranda em Educação Brasileira, na Linha de Avaliação Educacional, na Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza, Ceará, Brasil.

Suzana de Andrade Gonçalves de Oliveira, Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza-CE, Brasil

Mestranda em Educação Brasileira, na Linha de Avaliação Educacional, na Universidade Federal do Ceará (UFC). Fortaleza, Ceará, Brasil.

Referências

AMARAL, J. B. Evasão discente no ensino superior: estudo de caso no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (campus de Sobral). 2013. 48f. Dissertação (Mestrado Profissional em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior) – Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, 2013.

ANDRÉ, M. E. D. A. de. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília, DF: Líber Livro, 2005.

ANDRIOLA, W. B. Planejamento estratégico e gestão universitária como atividades oriundas da autoavaliação de instituições de ensino superior (IES): o exemplo da universidade Federal do Ceará (UFC). Revista Iberoamericana de Evaluacíon Educativa, Madrid, v. 2, n. 2, p. 83-103, out. 2009. Disponível em: https://revistas.uam.es/index.php/riee/article/view/4559. Acesso em: 12 out. 2017.

ANDRIOLA, W. B.; ANDRIOLA, C. G.; MOURA, C. P. Opiniões de docentes e de coordenadores acerca do fenômeno da evasão discente nos cursos de graduação na Universidade Federal do Ceará (UFC). Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 52, p. 365-382, jul./set. 2006. Disponível em: http://www.alfaguia.org/alfaguia/files/1341249244_575.pdf. Acesso em: 12 out. 2017.

BERLINSKI, D. O advento do algoritmo: a ideia que governa o mundo. Tradução Leila Ferreira de Souza Mendes. São Paulo: Globo, 2002.

BERTOLIN, J. C. G. Indicadores em nível de Sistema para Avaliar o Desenvolvimento e a Qualidade da Educação Superior Brasileira. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, SP, v. 12, n. 2, p. 309-331, jun. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-40772007000200007&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 12 out. 2017.

BRASIL. Presidência da República. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as leis de diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 7 dez. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual para cálculo dos indicadores de gestão das instituições da rede federal de educação profissional, científica e tecnológica 2.0. Brasília, DF: MEC, 2016.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Nota Técnica n. 39/2017/CGCQES/DAES. Brasília, DF, 2017. Disponível em: http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/notas_tecnicas/2016/nota_tecnica_n39_2017_cgcqes_daes_calculo_igc.pdf. Acesso em: 9 dez. 2017.

CHRISTIAN, B.; GRIFFITHS, T. Algoritmos para viver: a ciência exata das decisões humanas. Tradução: Paulo Geiger. São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

DAITX, A. C.; LOGUERCIO, R. Q.; STRACK, R. Evasão e retenção escolar nos cursos de licenciatura em Química do Instituto de Química da UFRS. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 153-178, ago. 2016. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/111. Acesso em: 13 out. 2017.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação institucional, instrumento da qualidade educativa: a experiência da Unicamp. In: BAlZAN, N. C.; DIAS SOBRINHO, J. (org.). Avaliação institucional: teorias e experiências. São Paulo: Cortez, 1995. p. 53-86.

DORE, R.; LUSCHER, A. Z. Permanência e evasão na educação técnica de nível médio em Minas Gerais. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 41, n. 144, p. 770-789, set./dez. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-15742011000300007. Acesso em: 13 out. 2017.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Tradução: Joyce Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GUBA, E. G.; LINCOLN, Y. S. Avaliação de quarta geração. Tradução: Beth Honorato. Campinas, SP: Editora Unicamp, 2011.

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ – IFCE. Relatório de gestão: exercício 2015. Fortaleza, 2016.

KIPNIS, B. A pesquisa institucional e a educação superior brasileira: um estudo de caso longitudinal da evasão. Linhas Críticas, Brasília, DF, v. 6, n. 11, p. 109-130, jul./dez. 2000. Disponível em: http://periodicos.unb.br/index.php/linhascriticas/article/view/6669. Acesso em: 7 set. 2017.

LIMA, M. A. M. Avaliação de programas educacionais em organizações: contrato de avaliação e indicadores de aproveitamento. Fortaleza: Editora UFC, 2005.

LIMA, M. A. M. Autoavaliação institucional na educação superior: projeto aplicado em cursos de administração. Fortaleza: Editora UFC, 2008.

RISTOFF, D. I. Avaliação institucional pensando princípios. In: BAlZAN, N. C.; SOBRINHO, J. D. (org.). Avaliação institucional: teorias e experiências. São Paulo: Cortez, 2011. p. 37-51.

SGUISSARDI, V. O desafio da educação superior: quais são as perspectivas. In: SGUISSARDI, V. (org.). Educação superior: velhos e novos desafios. São Paulo: Xamã, 2000. p. 9-46.

SOUZA, A. C. F. 10 lições sobre Leibniz. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

TACHIZAWA, T.; ANDRADE, R. Gestão de instituições de ensino. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

TINTO, V. Dropout from higher education: a theoretical synthesis of recent research. Review of Educational Research, v. 45, n. 1, p. 89-125, winter 1975. Disponível em: http://rer.sagepub.com/content/45/1/89.full.pdf+html. Acesso em: 2 ago. 2017.

TRIVIÑOS, A. N. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

ZIVIANI, N. Projeto de algoritmos: com implementação em Pascal e C. 5. ed. São Paulo: Pioneira, 2000.

Downloads

Publicado

31-10-2020

Edição

Seção

Artigos