Avaliação da tutoria remota como recurso à aprendizagem em contexto de pandemia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae.v33.8235

Palavras-chave:

Cálculo , Tutoria a Distância , Avaliação , Ensino a Distância

Resumo

Este trabalho objetivou avaliar a tutoria, implementada remotamente em razão da pandemia de covid-19, como instrumento didático de ensino e aprendizagem para superação e/ou amenização das dificuldades elementares dos discentes no componente curricular cálculo diferencial e integral I (CDI I) de uma instituição de ensino superior pública. Caracterizado como uma pesquisa-ação, apresentou um viés quanti-qualitativo. Utilizaram-se questionários para coleta de dados, interpretados por meio da análise de conteúdo. Concluiu-se que a tutoria contribui para superação e/ou amenização das dificuldades elementares referentes à disciplina de CDI I, além de promover a ambien-talização dos tutores com recursos tecnológicos mediadores, preparando-os para o retorno do calendário letivo remotamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, A. C. Blended learning e o aprendizado de cálculo diferencial e integral I: intervenções processuais presenciais e a distância. In: OLIVEIRA, L. C. (org.). Enfrentamento à retenção e evasão: universidade no rumo certo. Diamantina, MG: Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, 2019. p. 111-139.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: matemática. Brasília, DF: MEC/SEF, 1998.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativos, quantitativos e mistos. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CURY, H. N.; CASSOL, M. Análise de erros em cálculo: uma pesquisa para embasar mudanças. Acta Scientiae, Canoas, RS, v. 6, n. 1, p. 27-36, jan./jun. 2004. Disponível em: http://www.periodicos.ulbra.br/index.php/acta/article/view/128. Acesso em: 15 jun. 2020.

EVES, H. Introdução à história da matemática. Campinas, SP: Unicamp, 2004.

GOOGLE. Ajuda do Google Meet. 2020a. Disponível em: https://support.google.com/ meet#topic=7306097. Acesso em: 25 ago. 2020.

GOOGLE. Google for Education. 2020b. Disponível em: https://edu.google.com/intl/pt-BR_ALL/ products/gsuite-for-education/?modal_active=none. Acesso em: 25 ago. 2020.

KAIESKI, N.; GRINGS, J. A.; FETTER, S. A. Um estudo sobre as possibilidades pedagógicas de utilização do WhatsApp. RENOTE – Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 1-10, dez. 2015. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/61411/36314. Acesso em: 1 set. 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.61411

KENSKI, V. M. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. 6. ed. Campinas, SP: Papirus, 2007.

KOLTERMANN, P. I.; SILVA, E. L. T. da. Educação tutorial no ensino presencial: a experiência do PET na UFMS. [2019]. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/PET/pet_texto_i.pdf. Acesso em: 17 maio 2019.

LACAZ, T. M. V. S.; CARVALHO, M. L.; FERNANDES, J. A. S. Implicações das dificuldades dos alunos na aprendizagem da disciplina de Cálculo Diferencial e Integral I da FEG/Unesp para as práticas pedagógicas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA – Cobenge, 35., 2007, Curitiba. Anais [...]. Brasília, DF: Abenge, 2007. p. 1-12. Disponível em: http://www.abenge.org.br/cobenge/legado/arquivos/12/artigos/231-T%C3%A2nia%20Maria%20 Vilela%20Salgado%20Lacaz.pdf. Acesso em: 30 jun. 2019.

LACHINI, J. Subsídios para explicar o fracasso de alunos em cálculo. In: LAUDARES, J. B.; LACHINI, J. A prática educativa sob o olhar dos professores de cálculo. Belo Horizonte: Fundação Mariana Resende Costa, 2001. p. 146-190.

LEITE, P. H. N.; ANICETO, V.; SANTANA, A. A.; VIEIRA, B. R.; LIMA, A. S.; VISCONDE, L. F. S.; PAULA, J. S. Programas de educação pelo trabalho e tutorial: diferentes enfoques dos grupos ‘PET’ no Brasil. Medicina, Ribeirão Preto, SP, v. 49, n. 4, p. 381-387, 2016. Disponível em: https://www. revistas.usp.br/rmrp/article/view/122733. Acesso em: 11 jul. 2019. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2176-7262.v49i4p381-387

MACHADO, L. F. F.; MOURA, A. P. A.; VIEIRA, A. B. C.; CAVALCANTE, L. A. O. RIBEIRO, J. P. M. A educação tutorial e o cálculo diferencial e integral: uma experiência no processo de ensino e aprendizagem no ensino superior. In: ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA – EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, CULTURA E DIVERSIDADE, 10., 2010, Salvador. Anais [...]. Salvador: SBEM 2010. p. 1-10. Disponível em: https://atelierdigitas.net/CDS/ENEM10/artigos/RE/T9_RE1919. pdf. Acesso: 8 jul. 2019.

MARTINS, I. L. Educação tutorial no ensino presencial: uma análise sobre o PET. PET-Programa de Educação Tutorial: estratégia para o desenvolvimento da graduação. Brasília, DF: MEC, 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/pdf/PET/pet_texto_iv.pdf. Acesso em: 13 out. 2020.

PAIVA, L. F. de; FERREIRA, A. C.; CORLETT, E. F. A utilização do WhatsApp como ferramenta de comunicação didático-pedagógica no ensino superior. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO, 5., 2016, Uberlândia, MG. Anais [...]. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Computação, 2016. p. 751-760. Disponível em: https://br-ie.org/pub/index.php/wcbie/ article/view/6998. Acesso em: 8 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5753/cbie.wcbie.2016.751

PARANHOS, R.; FIGUEIREDO FILHO, D. B.; ROCHA, E. C. da; SILVA JÚNIOR, J. A. da; FREITAS, D. Uma introdução aos métodos mistos. Sociologias, Porto Alegre, v. 18, n. 42, p. 384-411, ago. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/soc/a/WtDMmCV3jQB8mT6tmpnzkKc/?lang=pt. Acesso em: 5 maio 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/15174522-018004221

SARAVALI, E. G. Dificuldades de aprendizagem no ensino superior: reflexões a partir da perspectiva piagetiana. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 99-127, nov. 2008. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/777. Acesso em: 17 jul. 2019. DOI: https://doi.org/10.20396/etd.v6i2.777

SCHIEHL, E. P.; GASPARINI, I. Contribuições do Google Sala de Aula para o ensino híbrido. RENOTE – Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre, v. 14, n. 2, p.1-10, 2016. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/renote/article/view/70684. Acesso em: 26 ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1679-1916.70684

SHITSUKA, R.; SILVEIRA, I. F. Importância das disciplinas de matemática: um estudo de caso num curso de Engenharia Ambiental. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 7, n. 12, p. 1-11. 2011. Disponível em: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2011a/humanas/importancia%20das%20 disciplinas.pdf. Acesso em: 26 ago. 2019.

THOMAS, G. B.; GIORDANO, W. H. Cálculo. 11. ed. São Paulo: Addison-Wesley, 2009. v. 1.

TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, dez. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_ arttext&pid=S1517-97022005000300009&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 1 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022005000300009

WHATSAPP. Sobre o WhatsApp. Disponível em: https://www.whatsapp.com/about. Acesso em: 1 set. 2020.

WITT, D. Accelerate learning with Google apps for education. 2015. Disponível em: https:// danwittwcdsbca.wordpress.com/2015/08/16/accelerate-learning-with-google-apps-for-education/. Acesso em: 23 ago. 2020.

Downloads

Publicado

24-05-2022

Como Citar

MARTINS MARQUES, . T.; MARCOS ALVES, W.; LÚCIO FRANCO, M. Avaliação da tutoria remota como recurso à aprendizagem em contexto de pandemia. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 33, p. e08235, 2022. DOI: 10.18222/eae.v33.8235. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/8235. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos