Avaliação da alfabetização no Ceará: principais resultados da primeira edição do Spaece-Alfa

Autores

  • Alessio Costa Lima
  • Maria Iaci Cavalcante Pequeno
  • Maria Noraelena Rabelo Melo

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae194120082071

Palavras-chave:

Alfabetização, Avaliação da Educação, Avaliação

Resumo

O fracasso escolar, em decorrência da não alfabetização das crianças no início da escolarização, é um grave problema constatado nas avaliações do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece). Na tentativa de reverter esse quadro, o Estado do Ceará vem implementando políticas voltadas para a alfabetização dos alunos logo nos primeiros anos de escolaridade. Dentre elas, destaca-se a avaliação da alfabetização feita pelo Spaece-Alfa em 2007, como nova vertente do sistema estadual de avaliação. Este trabalho pretende apresentar os principais dados obtidos nessa avaliação, ressaltando os procedimentos metodológicos utilizados e os mecanismos de divulgação dos resultados. O Spaece-Alfa, de natureza externa e censitária, avaliou mediante a aplicação de teste de múltipla escolha, a proficiência em Leitura dos alunos do 2º ano do ensino fundamental das escolas da rede pública de ensino. Os principais resultados revelam que o sistema de ensino não está cumprindo a função de alfabetizar um porcentual significativo de alunos, uma vez que quase a metade deles concluiu o 2º ano sem ter desenvolvido as competências básicas de alfabetização. Entretanto, o rendimento obtido por algumas escolas permite vislumbrar um horizonte otimista e possível, quanto ao desempenho almejado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alessio Costa Lima

Maria Iaci Cavalcante Pequeno

Maria Noraelena Rabelo Melo

Downloads

Publicado

30-12-2008

Como Citar

LIMA, A. C.; PEQUENO, M. I. C.; MELO, M. N. R. Avaliação da alfabetização no Ceará: principais resultados da primeira edição do Spaece-Alfa. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 19, n. 41, p. 465–482, 2008. DOI: 10.18222/eae194120082071. Disponível em: https://publicacoes.fcc.org.br/eae/article/view/2071. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos