Avaliação em tempos de pandemia: oportunidade de recriar a escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae.v32.8274

Palavras-chave:

Avaliação da Educação, Currículo, Covid-19, Escola Pública

Resumo

Recorrendo a contribuições de estudos que se voltaram a mapear a situação educacional em municípios e estados brasileiros, no contexto da Covid-19, bem como a artigos acadêmicos que tratam de avaliação educacional, no referido cenário, neste artigo exploram-se possíveis percursos a serem percorridos no retorno às atividades presenciais, especialmente aqueles atinentes a avaliação e currículo. Tendo como horizonte o compromisso de promover uma educação de qualidade para todos, discutem-se caminhos que possibilitem recriar a escola pública, que se expressem em novos modos de ocupação do espaço e do tempo escolar, com potencial de enfrentar a histórica e brutal desigualdade econômica, social e educacional que saltou aos olhos de todos com a adoção do “ensino remoto”, por redes e escolas, em 2020.

Biografia do Autor

Cláudia Oliveira Pimenta, Fundação Carlos Chagas (FCC), São Paulo-SP, Brasil

Possui graduação em História (Bacharelado) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), graduação em Licenciatura Plena em História - Faculdades Associadas Ipiranga (1997), Mestrado (2012) e Doutorado (2017) em Educação pela Universidade de São Paulo. Atualmente é pesquisadora da Fundação Carlos Chagas e professora de História na rede estadual de São Paulo. Atua, principalmente, nos seguintes temas: política educacional, avaliação educacional, gestão educacional, educação infantil.

Sandra Zákia Sousa, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo-SP, Brasil

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1975), mestrado em Educação: Currículo, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1986) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1994). Atualmente é professora colaboradora da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Política, Planejamento e Avaliação Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: politica educacional, avaliação educacional, avaliação escolar e ensino.

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Para não abandonar a reflexão sociológica em tempos de pandemia. In: MARTINS, Manuela; RODRIGUES, Eloy. (org.). A Universidade do Minho em tempos de pandemia. Braga: UMinho Editora, 2020. p. 119-145.

ALBUQUERQUE, Regina Lucia Fernandes de. Enem durante a pandemia? Um estudo de caso das percepções de docentes da rede estadual de educação do Rio de Janeiro sobre a realização do Enem 2020. Revista Olhar de Professor, Ponta Grossa, PR, v. 23, e-2020.15649.209209225856.0601, 2020.

ALVES, Nilda. Sobre a possibilidade e a necessidade curricular de uma base nacional comum. Revista e-Curriculum, São Paulo, v. 12, n. 3, p. 1464-1479, out./dez. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n. 5, de 28 de abril de 2020. Reorganização do calendário escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da pandemia da Covid-19. Brasília, DF, 2020a. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/33371-cne-conselho-nacional-de-educacao/90771-covid-19. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n. 9, de 8 de junho de 2020. Reexame do Parecer CNE/CP n. 5/2020, que tratou da reorganização do calendário escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da pandemia da Covid-19. Brasília, DF, 2020b. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/33371-cne-conselhonacional-de-educacao/90771-covid-19. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n. 11, de 7 de julho de 2020. Orientações educacionais para a realização de aulas e atividades pedagógicas presenciais e não presenciais no contexto da pandemia. Brasília, DF, 2020c. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/33371-cne-conselho-nacionalde-educacao/90771-covid-19. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n. 15, de 7 de julho de 2020. Diretrizes nacionais para a implementação dos dispositivos da Lei n. 14.040, de 18 de agosto de 2020, que estabelece normas educacionais excepcionais a serem adotadas durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo n. 6, de 20 de março de 2020. Brasília, DF, 2020d. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/33371-cne-conselho-nacional-de-educacao/90771-covid-19. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho Pleno. Parecer CNE/CP n. 16, de 9 de outubro de 2020. Reexame do item 8 (orientações para o atendimento ao público da educação especial) do Parecer CNE/CP n. 11, de 7 de julho de 2020, que trata de orientações educacionais para a realização de aulas e atividades pedagógicas presenciais e não presenciais no contexto da pandemia. Brasília, DF, 2020e. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article/33371-cne-conselho-nacional-de-educacao/90771-covid-19. Acesso em: 13 dez. 2020.

BRASIL. Presidência da República. Congresso Nacional. Lei n. 14.040, de 18 de agosto de 2020. Estabelece normas educacionais excepcionais a serem adotadas durante o estado de calamidade pública reconhecido pelo Decreto Legislativo n. 6, de 20 de março de 2020; e altera a Lei n. 11.947, de 16 de junho de 2009. Brasília, DF, 2020f. Disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/lein-14.040-de-18-de-agosto-de-2020-272981525. Acesso em: 13 dez. 2020.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO; GRUPO DE ESTUDOS SOBRE POLÍTICA EDUCACIONAL E TRABALHO DOCENTE. Trabalho docente em tempos de pandemia. Relatório Técnico. [S.l.]: CNTE; Gestrado/UFMG, 2020.

CONSELHO NACIONAL DA JUVENTUDE. Juventudes e a pandemia do coronavírus. Relatório de resultados. Brasília, DF: Conjuve, 2020.

CRISTO, Hélio Souza de. A quem serve o Exame Nacional do Ensino Médio em tempos de pandemia da Covid-19 no Brasil? Revista Espaço Acadêmico, Maringá, PR, n. 224, p. 262-273, set./out. 2020.

CUNHA, Thiago Colmenero; SCRIVANO, Isabel; VIEIRA, Erick da Silva. Educação básica em tempos de pandemia: padronizada, remota, domiciliar e desigual. Revista Interinstitucional Artes de Educar, Rio de Janeiro, v. 6, n. especial 2, p. 118-139, jun./out. 2020.

DATAFOLHA. Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias – onda 1. São Paulo: Datafolha; Fundação Lemann; Itaú Social; Imaginable Futures, maio 2020a.

DATAFOLHA. Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias – onda 2. São Paulo: Datafolha; Fundação Lemann; Itaú Social; Imaginable Futures, jun. 2020b.

DATAFOLHA. Educação não presencial na perspectiva dos estudantes e suas famílias – onda 3. São Paulo: Datafolha; Fundação Lemann; Itaú Social; Imaginable Futures, jul. 2020c.

FERREIRA, Carlos Alberto; BASTOS; Ana Maria. Ensino, aprendizagem e avaliação no contexto da pandemia. Laplage em Revista, Sorocaba, SP, v. 6, n. 3, p. 109-119, set./dez. 2020.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Pesquisa educação escolar em tempos de pandemia na visão de professoras/es da educação básica. São Paulo: FCC, 2020.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS; UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC; UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO; UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Pesquisa inclusão escolar em tempos de pandemia. São Paulo: FCC; UFABC; Ufes; USP, 2020.

GONÇALVES, Lukelly Fernanda Amaral; SILVA, Karine Rocha Lemes; FERREIRA, Ramon Silva; SOUZA, Josué Sergio de; ASEVEDO, Juliana Martins; ALVES, Luana Lopes dos Santos; PAIVA, Luiz Carlos de. As políticas públicas de avaliação em larga escala no Brasil diante da pandemia de Covid-19. Revista Com Censo: Estudos Educacionais do Distrito Federal, Brasília, DF, v. 7, n. 3, p. 65-76, ago. 2020.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção de professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil – fase inicial. São Paulo, mar. 2020a.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção de professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil – segunda onda. São Paulo, maio 2020b.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção de professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil – terceira onda. São Paulo, ago. 2020c.

INSTITUTO PENÍNSULA. Sentimento e percepção de professores brasileiros nos diferentes estágios do coronavírus no Brasil – quarta onda. São Paulo, nov. 2020d.

INSTITUTO RUI BARBOSA; COMITÊ TÉCNICO DA EDUCAÇÃO DO INSTITUTO RUI BARBOSA; INTERDISCIPLINARIDADE E EVIDÊNCIAS NO DEBATE EDUCACIONAL. A educação não pode esperar. Brasília, DF: IRB; CTE-IRB; Atricon; CNPTC, 2020.

MIRANDA, Nuno; PEREIRA, Sónia. O que a pandemia nos pode ensinar acerca da avaliação externa das aprendizagens? Revista Internacional de Educación para la Justicia Social, v. 9, n. 3 (n. especial), p. 259-280, 2020.

MONTEIRO, Márcio de Oliveira. Avaliação em tempos de pandemia: uma abordagem holística do processo. Revista Transformar, Itaperuna, RJ, v. 14, Edição Especial “Covid-19: pesquisa, diálogos transdisciplinares e perspectivas”, p. 6-27, maio/ago. 2020.

OLIVEIRA, Hudson do Vale de; SOUZA, Francimeire Sales de. Do conteúdo programático ao sistema de avaliação: reflexões educacionais em tempos de pandemia (Covid-19). Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 2, n. 5, p. 15-24, maio 2020.

PASCHOALINO, Jussara Bueno de Queiroz; RAMALHO, Mara Lúcia; QUEIROZ, Virgínia Coeli Bueno de. Trabalho docente: o desafio de reinventar a avaliação em tempos de pandemia. Revista Labor, Fortaleza, v. 1, n. 23, p. 113-130, 2020.

PELLANDA, Andressa (Coord.). Educação e proteção de crianças e adolescentes: tomadores de decisão do poder público, em todas as esferas federativas. São Paulo: Campanha Nacional pelo Direito à Educação, 2020. (Guia Covid-19, 2). Disponível em: https://media.campanha.org.br/acervo/documentos/COVID-19_Guia2_FINAL.pdf. Acesso em: ago. 2021.

ROSA, Sanny S. da; PEREIRA, Rodnei; APARÍCIO, Ana Sílvia Moço; MARTINS, Angela Maria; PONCE, Branca Jurema; SILVA, Marta Regina Paulo da. Políticas e estratégias dos sistemas municipais de ensino do ABC paulista durante a pandemia de Covid-19. Relatórios I e II. São Paulo: USCS; Unicid; PUC-SP, 2020.

SANTOS, Ana Luisa. MEC trava homologação de reorganização do calendário escolar, diz CNE. Correio Braziliense, Brasília, DF, 20 de maio de 2020. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/eu-estudante/ensino_educacaobasica/2020/05/20/internaeducacaobasica-2019,856817/mec-trava-homologacao-de-reorganizacao-do-calendario-escolar-dizcne.shtml. Acesso em: 11 jan. 2021.

SCANTAMBURLO, Emanuela Laura Razia; ZANGALLI, Luiza Cella; KOHNLEIN, Janes Terezinha Cerezer. Avaliação de aprendizagem em meio a pandemia do coronavírus no Brasil. Anuário Pesquisa e Extensão Unoesc São Miguel do Oeste, Joaçaba, SC, v. 5, e24090, 2020.

SEMIS, Laís (Coord.). A situação dos professores no Brasil durante a pandemia. Nova Escola. 2020. Disponível em: https://www.andes.org.br/diretorios/files/renata/junho/ne-pesquisa-professorfinal-1.pdf. Acesso em: 6 ago. 2021.

SILVA, Meire Lúcia Andrade da; ASSIS, Lúcia Maria. Diálogos abertos em avaliação educacional: um relato de experiência de um grupo de estudos durante a pandemia da Covid-19. Boletim de Conjuntura (BOCA), Boa Vista, v. 3, n. 8, p. 48-56, ago. 2020.

SINGER, Helena. Não voltar, recriar a escola. #Reviravolta da Escola. Centro de Referências em Educação Integral, set. 2020. Disponível em: https://educacaointegral.org.br/reportagens/naovoltar-recriar-escola/. Acesso em: 31 jan. 2021.

SOUSA, Sandra Zákia. O significado da avaliação da aprendizagem na organização do ensino em ciclos. Pro-Posições, Campinas, SP, v. 9, n. 3 (27), p. 84-93, 1998.

SOUSA, Sandra Zákia. Avaliação, ciclos e qualidade do ensino fundamental: uma relação a ser construída. Estudos Avançados, São Paulo, v. 21, n. 60, p. 27-44, 2007.

SOUSA, Sandra Zákia. Avaliação: da pedagogia da repetência à pedagogia da concorrência? In: DALBEN, Ângela; DINIZ, Júlio; LEAL, Leiva; SANTOS, Lucíola (org.). Convergências e tensões no campo da formação e do trabalho docente: didática, formação de professores, trabalho docente. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. v. 1, p. 104-127. (Coleção Didática e Prática de Ensino).

SOUSA, Sandra Zákia. Avaliação e currículo: delineamentos e tendências de uma interação na gestão da educação. In: CRUZ, Giseli Barreto da; FERNANDES, Cláudia; FONTOURA, Helena Amaral da; MESQUITA, Silvana. Didática(s) entre diálogos, insurgências e políticas. Rio de Janeiro: Faperj; CNPq; Capes; Endipe/DP, 2020. p. 194-20.

SOUSA, Sandra Zákia; STEINVASCHER, Andrea; ALAVARSE, Ocimar Munhoz; ARCAS, Paulo Henrique. Progressão escolar e ciclos: fundamentos e implantação. In: KRUG, Andréa Rosana Fetzner (org.). Ciclos em revista: a construção de uma outra escola possível. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2007. v. 1, p. 31-51.

SOUZA, Celestina Maria Pereira de; PEREIRA, Jhonata Moreira; RANKE, Maria da Conceição de Jesus. Reflexos da pandemia na evasão/abandono escolar: a democratização do acesso e permanência. Revista Brasileira de Educação do Campo, Tocantinópolis, TO, v. 5, e10844, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.20873/uft.rbec.e10844

Publicado

08-09-2021

Edição

Seção

Seção Temática: Educação em Tempos de Pandemia