O processo de alfabetização e a formação docente

Autores

  • Maria Cecília de Oliveira Micotti Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Rio Claro-SP, Brasil http://orcid.org/0000-0002-7427-910X
  • Adriana Dibbern Capicotto Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Rio Claro-SP, Brasil http://orcid.org/0000-0002-0245-5127

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae.v31i77.6736

Palavras-chave:

Ciclo de Alfabetização, Formação Docente, Avaliação Nacional da Alfabetização.

Resumo

Trata-se de uma pesquisa qualitativa-descritiva sobre a diversidade de resultados de quatro escolas públicas de uma mesma rede de ensino – duas escolas com as maiores e duas com as menores pontuações na Avaliação Nacional da Alfabetização 2014. Participaram da pesquisa docentes do ciclo de alfabetização que atuaram nessas escolas, no triênio 2012-2014. O instrumento utilizado para a coleta de dados consistiu em uma entrevista semiestruturada focalizada nos processos de ensino realizados, na formação docente e nas experiências profissionais. Os resultados revelam diferenças, quanto à ênfase na continuidade do processo de alfabetização no ensino em ciclos, favoráveis às escolas com os maiores desempenhos, apesar das semelhanças de nível socioeconômico dos alunos, tempo de experiência e formação, sobretudo contínua, das professoras.Palavras-chave: Ciclo de Alfabetização, Formação Docente, Avaliação Nacional da Alfabetização. El proceso de alfabetización y la formación docenteSe trata de una investigación cualitativa-descriptiva sobre la diversidad de resultados de cuatro escuelas públicas de una misma red de enseñanza – dos escuelas con las mayores y dos con las menores puntuaciones en la Avaliação Nacional da Alfabetização 2014. En la investigación participaron docentes del ciclo de alfabetización que actuaron en esas escuelas, en el trienio 2012-2014. El instrumento utilizado para la recolección de datos consistió en una entrevista semiestructurada enfocada en los procesos de enseñanza realizados, en la formación docente y en las experiencias profesionales. Los resultados revelan diferencias, en cuanto al énfasis en la continuidad del proceso de alfabetización en la enseñanza en ciclos, favorables a las escuelas con los mayores desempeños, a pesar de las semejanzas de nivel socioeconómico de los alumnos, tiempo de experiencia y formación, sobre todo continua, de las profesoras.Palabras clave: Ciclo de Alfabetización, Formación Docente, Avaliação Nacional da Alfabetização. The literacy process and teacher trainingThis is a qualitative-descriptive study on the diversity of the results of 4 public schools from the same teaching network: 2 schools with the highest and 2 with the lowest scores in the Avaliação Nacional da Alfabetização 2014 [Brazilian National Literacy Assessment]. The participants in the study were teachers from the literacy cycle that worked in these schools, in the 2012-2014 triennium. The instrument used for data collection consisted of a semi-structured interview focusing on their teaching processes, on teacher training and on their professional experiences. The results reveal differences regarding the emphasis on the continuity of the literacy process in cyclic education, favoring the schools with the highest performances, despite the similarities of the students’ socioeconomic level and the teachers’ experience and, above all, ongoing training.Keywords: Literacy Cycle, Teacher Training, Avaliação Nacional da Alfabetização.

Biografia do Autor

Maria Cecília de Oliveira Micotti, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Rio Claro-SP, Brasil

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1962) e doutorado em Ciências pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1969). Atualmente é professora titular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Alfabetização, atuando principalmente nos seguintes temas: alfabetização, formação de professores, educação, ensino-aprendizagem e construtivismo. 

Adriana Dibbern Capicotto, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), campus Rio Claro-SP, Brasil

Supervisora escolar, responsável pelo Departamento Pedagógico da SME de Limeira/SP, mestrado na área educacional, na linha de formação docente pela UNESP/Rio Claro. Além de responsável por programas do Governo Federal como PNAIC e Mais Alfabetização.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BRASIL. Presidência da República. Lei n. 9.394/96, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases para a educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 134, n. 248, p. 27833-27841, 23 dez. 1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Sistema Educacional Brasileiro. Plano Nacional da Educação. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Brasília, DF, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 1 jul. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Avaliação Nacional da Alfabetização: relatório 2013-2014. v. 2: análise dos resultados. Brasília, DF: Inep, 2015. 120 p. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/Relat%C3%B3rio+ANA+2013-2014+-+An%C3%A1lise+dos+Resultados/e2a3d935-7f59-4aba-bb51-2d2ee2d89963?version=1.3. Acesso em: 03 mar. 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório SAEB/ANA 2016: panorama do Brasil e dos estados. – Brasília, DF: Inep, 2018. 235 p. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/484421/RELAT%C3%93RIO+SAEB-ANA+2016+PANORAMA+DO+BRASIL+E+DOS+ESTADOS/41592fab-6fd6-4c21-9fbb-d686f6b05abe?version=1.0. Acesso em: 15 out. 2018.

CONTRERAS, José. Autonomia de professores: os valores da profissionalização e a profissionalidade docente. São Paulo: Cortez, 2002.

FORMOSINHO, João. A academização da formação de professores. In: FORMOSINHO, João (org.). Formação de professores. Aprendizagem profissional e acção docente. Porto: Porto, 2009. p. 73-92.

GATTI, Bernardete A. Formação de professores no Brasil: características e problemas. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 113, p. 1355-1379, out./dez. 2010. Disponível em: http://www.cedes.unicamp.br. Acesso em: 27 abr. 2017.

GATTI, Bernardete A.; NUNES, Marina Muniz Rossa (coord.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículos das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 2009.

GAUTHIER, Clermont. Fator professor, ensino explícito e formação dos professores. In: CAVALCANTE, Maria Marina Dias Cavalcante et al. (org.). Didática e a prática de ensino: diálogos sobre a escola, a formação de professores e a sociedade. Fortaleza: EdUECE, 2015. (Coleção Práticas Educativas). Disponível em: http://www.uece.br/endipe2014/ebooks/livro4/2.%20FATOR%20PROFESSOR,%20ENSINO%20EXPL%C3%8DCITO.pdf. Acesso em: 27 abr. 2017.

GAUTHIER, Clermont et al. Por uma teoria da pedagogia. Pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Ijuí, RS: Editora Inijui, 2013.

HOFSTETTER, Rita; SCHNEUWLY, Bernard. Introduction – Savoirs en (trans)formation – Au coeur des professions de l’enseignement et de la formation. In: HOFSTETTER, Rita; VALENTE, Wagner R. (org.). Saberes em (trans)formação: tema central da formação de professores. São Paulo: Livraria da Física, 2017. p. 113-172.

LÜDKE, Menga; ANDRÉ, Marli E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. 4. ed. São Paulo: EPU, 1986.

MICOTTI, Maria Cecília O. Alfabetização: propostas e práticas pedagógicas. São Paulo: Contexto, 2012.

NÓVOA, Antonio. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2017.

PEREIRA-DINIZ, Júlio Emílio. Da racionalidade técnica à racionalidade crítica: formação docente e transformação social. Perspectivas em Diálogo: Revista de Educação e Sociedade, Naviraí, MS, v. 1, n. 1, p. 34-42, jan./jun. 2014.

SHULMAN, Lee S. Conhecimento e ensino: fundamentos para a nova reforma. Tradução: Leda Beck. Cadernos Cenpec, São Paulo, v. 4, n. 2, p. 196-229, dez. 2014.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 11. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

TARDIF, Maurice; MOSCOSO, Javier Nunez. A noção de “profissional reflexivo” na educação: atualidade, usos e limites. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 48, n. 168, p. 388-411, abr./jun. 2018.

Downloads

Publicado

31-10-2020

Edição

Seção

Artigos