Qualidade na creche: um estudo de caso múltiplo em Portugal

Autores

  • Mónica Dias Pereira Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Nair Rios Azevedo Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal
  • Ana Teresa Brito Universidade Nova de Lisboa, Lisboa Portugal

Palavras-chave:

Qualidade, Creche, Intersubjetividade, Contextualidade

Resumo

Tomando como ponto de partida a necessidade de se investir na contínua melhoria da qualidade dos ambientes institucionais portugueses para as crianças nos primeiros anos de vida, apresentamos os resultados de um estudo de caso múltiplo, realizado em duas creches com características distintas. O objetivo foi compreender a perspetiva das famílias e profissionais sobre a qualidade nas creches. A análise dos dados foi realizada a partir das dimensões conceptuais identificadas: organizacional, ambiental e relacional. A partir dessas dimensões evidenciamos lacunas nos processos de escuta e de interação entre profissionais e famílias, considerados fundamentais para a dinâmica da intersubjectividade que uma construção partilhada de significado sobre a qualidade em creche implica.

Biografia do Autor

Mónica Dias Pereira, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal

Educadora de infância doutorada em Ciências da Educação com especialização em Psicologia e Educação.

Referências

ALVES, Mariana; AZEVEDO, Nair. Introduçao: (re)pensando a investigaçao em educaçao. In: ALVES, Mariana; AZEVEDO, Nair (Ed.). Investigar em educação: desafios da construçao de conhecimento e da formaçao de investigadores num campo multi-referenciado. Caparica: UIED – FCT/Universidade Nova de Lisboa, 2010. p. 1-30.

BERTRAM, Tony; PASCAL, Christine. Desenvolvendo a qualidade em parcerias: nove estudos de caso. Porto: Porto, 1999.

BERTRAM, Tony; PASCAL, Christine. The baby effective early learning programme: improving quality in early childhood settings for children from birth to three years. Birmingham: Amber Publishing, 2006.

BERTRAM, Tony; PASCAL, Christine. Manual DQP – Desenvolvendo a qualidade em parceria. Lisboa: Ministério da Educaçao/Direçao-Geral de Inovaçao e de Desenvolvimento Curricular, 2009.

BIESTA, Gert. Why “what works” won’t work: evidence-based practice and the democratic deficit in educational research. Educational Theory, v. 57, issue 1, p. 1-22, 2007.

BONDIOLI, Anna. Construir compartilhando a qualidade: a contribuição das partes interessadas. In: BONDIOLI, A.; SAVIO, D. (Org.). Participação e qualidade em educação da infância: percursos de compartilhamento reflexivo em contextos educativos. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2013. p. 25-49.

CAMPOS, Maria Malta; ESPOSITO, Yara Lúcia; BHERING, Eliana; GIMENES, Nelson; ABUCHAIM, Beatriz. A qualidade da educaçao infantil: um estudo em seis capitais brasileiras. Cadernos de Pesquisa, Sao Paulo, v. 41, n. 142, p. 20-54, jan./abr. 2011.

DAHLBERG, Gunnilla; MOSS, Peter; PENCE, Alan. Beyond quality in early childhood education and care. New York: Routledge, 2007.

DENZIN, Norman; LINCOLN, Yvonna (Ed.). Strategies of qualitative inquiry. Los Angeles: Sage, 2013.

INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL I.P. Manual de processos-chave. Creche. 2. ed. [S.l.]: ISS, 2010a. Disponível em: <http://www4.seg-social.pt/documents/10152/13337/gqrs_creche_processos-chave>. Acesso em: mar. 2017.

INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL I.P. Modelo de avaliação da qualidade. Creche. 2. ed. [S.l.]: ISS, 2010b. Disponível em: <http://www4.seg-social.pt/documents/10152/13337/gqrs_creche_modelo_avalia%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: mar. 2017.

INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL I.P. As instituiçoes particulares de solidariedade social (IPSS) em Portugal, 2017. Disponível em: <http://www.seg-social.pt/ipss>. Acesso em: mar. 2017.

KAGAN, Sharon Lynn. Qualidade na educaçao infantil: revisao de um estudo brasileiro e recomendaçoes. Cadernos de Pesquisa, Sao Paulo, v. 41, n. 142, p. 56-67, jan./abr. 2011.

LAEVERS, Ferre (Ed.). Well-being and involvement in care settings: a process-oriented self-evaluation instrument. [S.l.]: Kind & Gezin, Research Centre for Experiential Education Leuven University, 2005.

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT. Quality matters in early childhood education and care: Portugal 2012. Paris: OECD, 2012. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1787/9789264176720-en>. Acesso em: mar. 2017.

PEREIRA, Mónica. Famílias e profissionais perspetivando qualidade em creches: um estudo de caso em contextos diferenciados. 2014. 152 f. Tese (Doutorado em Ciencias da Educaçao) – Faculdade de Ciencias e Tecnologia/Universidade Nova de Lisboa, Monte Caparica, 2014.

PORTUGAL. Conselho Nacional de Educaçao – CNE. Recomendaçao n. 3/2011. A educaçao dos 0 aos 3 anos. Diário da República, Lisboa, 2a série, n. 79, 21 de abril de 2011.

PORTUGAL. Departamento de Educaçao Básica – DEB. A educação pré-escolar e os cuidados para a infância em Portugal: estudo temático da OCDE. Lisboa: DEB, 2000.

PORTUGAL. Ministério da Educaçao. Orientações curriculares para a educação pré-escolar. Lisboa: Ministério da Educaçao/DEB, 1997.

PORTUGAL. Ministério da Solidariedade e da Segurança Social. Portaria n. 262/2011, de 31 de agosto. Diário da República, Lisboa, 1a série, n. 167, 31 de agosto de 2011.

POST, Jacalyn; HOHMANN, Mary. Educação de bebés em infantários: cuidados e primeiras aprendizagens. Lisboa: Fundaçao Calouste Gulbenkian, 2003.

ROLDAO, Maria do Céu. Que educaçao queremos para a infância? In: PORTUGAL. Conselho Nacional de Educaçao. A educação das crianças dos 0 aos 12 anos. Lisboa: Editorial do Ministério da Educaçao, 2009. p. 176-197.

SHERIDAN, Sonja. Pedagogical quality in preschool: a commentary. In: PRAMLING, N.; SAMUELSSON, I. Educational encounters: nordic studies in early childhood. Dordrecht: Springer, 2011. p. 223-242.

SILVA, Isabel; MARQUES, Liliana; MATA, Lourdes; ROSA, Manuela. Orientações curriculares para a educação pré-escolar. Lisboa: Ministério da Educaçao/Direçao-Geral da Educaçao, 2016.

STAKE, Robert. Multiple case study analysis. New York: The Guilford Press, 2006.

STAKE, Robert. A arte da investigação com estudos de caso. Lisboa: Fundaçao Calouste Gulbenkian, 2009.

TAGGART, Brenda; SYLVA, Kathy; MELHUISH, Edward; SAMMONS, Pam; SIRAJ-BLATCHFORD, Iram. O poder da pré-escola: evidencias de um estudo longitudinal na Inglaterra. Cadernos de Pesquisa, Sao Paulo, v. 41, n. 142, p. 68-99, jan./abr. 2011.

YIN, Robert. Estudos de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Downloads

Publicado

30-04-2021

Edição

Seção

Artigos