Fatores associados à mobilidade docente no município do Rio de Janeiro

Karina Carrasqueira, Mariane Campelo Koslinski

Resumo


A forma como os professores são distribuídos entre escolas é uma questão relevante na discussão das desigualdades de oportunidades educacionais. Assim, o objetivo deste trabalho foi identificar características do professor e das escolas que influenciam a mobilidade docente. A pesquisa acompanhou a movimentação de docentes que tomaram posse na rede municipal do Rio de Janeiro entre 2009 e 2011 e foram realizadas regressões logísticas para estimar a probabilidade de o docente mudar de escola. O principal resultado encontrado foi que o número de vezes que a escola ganhou o Prêmio Anual de Desempenho apresentou o maior impacto na chance de mobilidade, indicando que a política que pretendia aumentar a aprendizagem dos alunos estava agravando a desigualdade do sistema educacional.

Professores, Escolas, Mobilidade, Oportunidades Educacionais

 

Associated factors to teacher mobility in the municipality of Rio de Janeiro 

The way in which teachers are distributed in schools is a relevant issue in the discussion of inequalities of educational opportunities. The objective of this paper was identify teachers’ and schools’ characteristics that impacts on teachers mobility. The research followed the movement of teachers who entered into the municipal system of Rio de Janeiro between 2009 and 2011. To estimate the probability of teachers switch schools logistic regression analysis were performed. The main result was that the number of times a school won the Prêmio Anual de Desempenho (Annual Performance Award) had presented a major impact in odds of mobility indicated that the policy that intend to improve students learning was increasing the inequality of educational opportunities. 

Teachers, School, Mobility, Educational Opportunities

  

Facteurs associés à la mobilité des enseignants dans la commune de Rio de Janeiro 

La modalité de répartition des enseignants entre les écoles est une question pertinente pour l’étude des inégalités et des chances éducatives. L’objectif de ce travail a été d’identifier les caractéristiques des professeurs et des écoles qui influent sur la mobilité des enseignants. La recherche a suivi les mutations d’enseignants ayant pris poste dans la commune de Rio de Janeiro entre 2009 et 2011.Des régressions logistiques ont été effectuées pour évaluer la probabilité de changement d’école. Le résultat le plus important concerne le rapport entre le nombre de fois qu’une école a gagné le Prêmio Anual de Desempenho (Prix Annuel récompensant la Performance Scolaire) et l’impact important que ce fait représente sur les chances de mobilité, indiquant que la politique visant à améliorer l’apprentissage des élèves ne faisait qu’aggraver les inégalités du système éducatif. 

Enseignants, Écoles, Mobilité, Opportunités Éducatives

 

Factores asociados a la movilidad docente en el municipio de Río de Janeiro  

La forma en que los profesores se distribuyen entre escuelas es una cuestión relevante en la discusión de las desigualdades de oportunidades educativas. Así, el objetivo de este trabajo fue identificar características del profesor y de las escuelas que influencian la movilidad docente. La investigación analizó el movimiento de docentes que tomaron posesión en la red municipal de Río de Janeiro entre 2009 y 2011 y se realizaron regresiones logísticas para estimar la probabilidad de que el docente cambie de escuela. El principal resultado encontrado fue que el número de veces que la escuela ganó el Premio Anual de Desempeño presentó el mayor impacto en la oportunidad de movilidad, indicando que la política que pretendía aumentar el aprendizaje de los alumnos estaba agravando la desigualdad del sistema educativo. 

Profesores, Escuelas, Movilidad, Oportunidades Educativas


Palavras-chave


Professores, Escolas, Mobilidade, Oportunidades Educacionais

Texto completo:

PDF pdf inglês

Referências


AKIBA, M.; LETENDRE, G. K.; SCRIBNER, J. P. Teacher quality, opportunity gap, and national achievement in 46 countries. Educational Researcher, v. 36, n. 7, p. 369-387, Oct. 2007.

ALLENSWORTH, E.; PONISCIAK, S.; MAZZEO, C. The schools teachers leave: mobility in Chicago public schools. Research Report. Consortium on Chicago School Research at the University of Chicago Urban Education Institute. Chicago, 2009.

ALVES, L. et al. Desigualdades socioespaciais e concorrência entre professores por escolas. In: REUNIÃO NACIONAL DA ANPED, 36., 2013, Goiânia. Anais [...]. Goiânia: Universidade Federal de Goiás (UFG), 2013.

Disponível em: http://36reuniao.anped.org.br/pdfs_trabalhos_aprovados/gt14_trabalhos_pdfs/gt14_3199_texto.pdf. Acesso em: 8 maio 2018.

ALVES, M. T. G.; SOARES, F. F. Contexto escolar e indicadores educacionais: condições desiguais para a efetivação de uma política de avaliação educacional. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 39, n. 1, p. 177-194, jan./mar. 2013.

ANDRADE, F. M.; KOSLINSKI, M. C.; CENEVIVA, R. Fatores associados à rotatividade de diretores no município do Rio de Janeiro. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 36, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698182446. Acesso em: 26 ago. 2018.

BOYD, D. et al. Who leaves? Teacher attrition and student achievement. Cambridge: National Bureau of Economic Research, 2008. (NBER Working Paper, 14022). Disponível em: http://www.nber.org/papers/w14022. Acesso em: 8 maio 2018.

BARBIERI, G.; ROSSETTI, C.; SESTITO, P. The determinants of teacher mobility: evidence from a panel of Italian teachers. Banca D’Italia, 2010. (Working Paper, 761).

CANDIAN, J. F.; REZENDE, W. S. O contexto normativo do clima escolar e o desempenho dos alunos: implicações para o debate sobre gestão escolar. Pesquisa e Debate em Educação, Juiz de Fora, v. 3, n. 2, p. 25-41, 2013.

CARRASQUEIRA, K. A política de responsabilização educacional do município do Rio de Janeiro. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

CARRASQUEIRA, K. Fatores associados ao abandono e à mobilidade docente na rede municipal do Rio de Janeiro. 2018.

Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018.

CLOTFELTER et al. Do school accountability systems make it more difficult for low-performing schools to attract and retain high-quality teachers? Journal of Policy Analysis and Management, v. 23, n. 2, p. 251-271, spring 2004.

CLOTFELTER, C. T.; LADD, H. F.; VIGDOR, J. L. Teacher mobility, school segregation and pay-based policies to level the playing field. Washington, DC: National Center for Analysis of Longitudinal Data in Education Research, 2010. (Working Paper, 44). Disponível em: https://caldercenter.org/sites/default/files/CALDERWorkPaper_44.

pdf. Acesso em: 26 ago. 2018.

CORSEUIL, C. H. et al. A rotatividade dos jovens no mercado de trabalho formal brasileiro. Mercado de Trabalho – Conjuntura e Análise, Brasília, v. 18, n. 55, p. 23-29, 2013. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/mercadodetrabalho/bmt55_completo.pdf. Acesso em: 17 jul. 2018.

CUNHA, M. B. Rotatividade docente na rede municipal de ensino da cidade do Rio de Janeiro. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.

DARLING-HAMMOND, L. Teacher quality and student achievement: a review of state policy evidence. Education Policy Analysis Archives, v. 8, n. 1, p. 1-44, jan. 2000.

DUARTE, R. G. Os determinantes da rotatividade dos professores no Brasil: uma análise com base nos dados do SAEB 2003. 2009. Dissertação (Mestrado em Economia) – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2009.

FENG, L.; FIGLIO, D. N.; SASS, T. School accountability and teacher mobility. Cambridge: National Bureau of Economic Research, 2010. (NBER Working Paper, 16070). Disponível em: http://www.nber.org/papers/w16070. Acesso em: 8 maio 2018.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Nota Técnica nº 040/2014. Indicador para mensurar a complexidade da gestão nas escolas a partir dos dados do Censo Escolar da Educação Básica. Brasília: Inep, 2014.

JAEGER, A. A.; JACQUES, K. Masculinidades e docência na educação infantil. Estudos Feministas, Florianópolis, v. 25, n. 2, p. 545-570, maio/ago. 2017.

KOSLINSKI, M. C.; CUNHA, C. P.; ANDRADE, F. M. Accountability escolar: um estudo exploratório do perfil das escolas premiadas. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 25, n. 59, p. 108-137, set./dez. 2014.

LADD, H. F. School-based educational accountability systems: the promise and the pitfalls. National Tax Journal, v. 54, n. 2, p. 385-400, June 2001.

LUSCHEI, T. F.; CHUDGAR, A.; REW, W. J. Exploring differences in the distribution of teacher qualifications across Mexico and South Korea: evidence from the Teaching and Learning International Survey. Teachers College Record, v. 115, n. 5, May 2013.

MORICONI, G. M. Medindo a eficácia dos professores: o uso de modelos de valor agregado para estimar o efeito do professor sobre o desempenho dos alunos. 2012. Tese (Doutorado em Administração Pública e Governo) – Escola de Administração de Empresas, Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2012.

MUIJS, D. et al. State of the art: teacher effectiveness and professional learning. School Effectiveness and School Improvement, v. 25, n. 2, p. 231-256, 2014.

OLIVEIRA, R. P. et al. Análise das desigualdades intraescolares no Brasil. Estudos & Pesquisas Educacionais, São Paulo, n. 4, p. 20-112, 2013. Disponível em: https://fvc.org.br/especiais/estudos-e-pesquisas/. Acesso em: 8 maio 2018.

PONTUAL, T. C. Remuneração por mérito, desafio para a educação. São Paulo: Fundação Lemann, 2008. (Estudo comissionado).

POWER, D. A.; XIE, Y. Statistical methods for categorical data analysis. London: Academic Press, 2000.

RAO, R. R.; JANI, R. Teacher allocation and equity in Malaysian schools. International Journal of Institutions and Economies, v. 3, n. 1, p. 130-112, Apr. 2011.

RIO DE JANEIRO (Município). Portaria E/SUBG/CRG nº 02 de 26 de novembro de 2014. Estabelece normas para a realização do Concurso de Remoção INTRACRE do Pessoal do Quadro do Magistério (Professor I, Professor II e Professor de Ensino Fundamental) em cada Coordenadoria Regional de Educação, para regência nas Unidades Escolares, no ano 2015. Rio de Janeiro, 2014.

SOARES, T. M. Influência do professor e do ambiente em sala de aula sobre a proficiência alcançada pelos alunos avaliados no Simave-2002. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 28, p. 103-123, jul./dez. 2003.

TORRES, H. D. G. et al. Educação na periferia de São Paulo: ou como pensar as desigualdades educacionais? In: RIBEIRO, L. C. D. Q.; KAZTMAN, R. A cidade contra e escola? Segregação urbana e desigualdades educacionais em grandes cidades da América Latina. Rio de Janeiro: Letra Capital, Faperj; Montevideo: Ippes, 2008. p. 59-90.

VOGT, W. P. Quantitative research method for professionals. Boston: Pearson Education, 2007.

WEST, M. R.; CHINGOS, M. M. Teacher effectiveness, mobility and attrition in Florida. In: SPRINGER, M. G. (ed.). Performance incentives: their growing impact on American K-12 education. Washington, DC: Brookings Institution Press, 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: