Sucesso escolar em contextos populares: uma análise a partir do Enem

Matheus Monteiro Nascimento, Cláudio Cavalcanti, Fernanda Ostermann

Resumo


As razões que levam uma criança a ter bom desempenho na escola são muito complexas. As múltiplas formas de configurações familiares fazem com que seja possível, porém estatisticamente improvável, a existência de casos de sucesso escolar em contextos sociais desfavoráveis. Por isso, neste trabalho nos propomos a analisar quantitativamente o perfil dos candidatos que obtiveram desempenho satisfatório no Enem apesar da sua situação econômica e social adversa. Para isso, utilizamos como base de dados os microdados do Enem de 2009, dos quais constam as respostas dos candidatos a um questionário socioeconômico. Metodologicamente, valemo-nos de métodos estatísticos articulados com referenciais da sociologia da educação, como Pierre Bourdieu e Bernard Lahire. Os resultados sugerem que o tamanho da família dos candidatos, o gosto pela leitura e o interesse pela política são fatores muito associados com um bom desempenho no Enem.

Palavras-chave: Enem, Sucesso Escolar, Desigualdade, Capital Cultural

 

El éxito escolar en contextos populares: un análisis a partir del Enem

Las razones que llevan a un(a) niño(a) a tener un buen rendimiento escolar son muy complejas. Las múltiples formas de configuraciones familiares hacen posible, aunque estadísticamente improbable, que se produzcan casos de éxito escolar en contextos sociales desfavorables. Por esta razón, en este trabajo proponemos analizar cuantitativamente el perfil de los candidatos que obtuvieron un rendimiento satisfactorio en el Enem a pesar de su situación económica y social adversa. Para ello, hemos utilizado los microdatos del Enem de 2009 como una base de datos, que incluye las respuestas de los candidatos a un cuestionario socioeconómico. Metodológicamente hemos empleado métodos estadísticos articulados con referencias a la sociología educativa, como Pierre Bourdieu y Bernard Lahire. Los resultados sugieren que el tamaño de la familia de los candidatos, el gusto por la lectura y el interés en la política son factores muy asociados con un buen desempeño en el Enem.

Palabras-clave: Enem, Éxito Escolar, Desigualdad, Capital Cultura

 

School success in socially disadvantaged contexts: an analysis based on the Enem test

The reasons behind a child’s good performance at school are very complex. Given the multiple forms of family configuration, cases of school success in unfavorable social contexts are possible, even if statistically improbable. For this reason, this study aims to quantitatively analyze the profile of candidates who had a satisfactory performance in the Enem test despite their adverse economic and social situation. To that end, we used a database consisting of microdata from Enem 2009, which includes candidates’ answers to a socioeconomic questionnaire. Methodologically, we used statistical methods combined with theoretical framework in the field of sociology of education, such as Pierre Bourdieu and Bernard Lahire. The results suggest that candidates’ family size, taste for reading and interest in politics are factors significantly associated with a good performance in the Enem test.

Keywords: Enem, School Success, Inequality, Cultural Capital


Palavras-chave


Enem, Sucesso Escolar, Desigualdade, Capital Cultural

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. M. F.; NOGUEIRA, M. A. A escolarização das elites: um panorama internacional da pesquisa. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

ALVES, M. T. G.; NOGUEIRA, M. A.; NOGUEIRA, C. M. M.; RESENDE, T. D. F. Fatores familiares e desempenho escolar: uma abordagem multidimensional. Dados: Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 56, n. 3, p. 571-603, set. 2013.

ALVES, M. T. G.; SOARES, J. F.; XAVIER, F. P. Índice socioeconômico das escolas de educação básica brasileiras. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 22, n. 84, p. 671-703, set. 2014.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Microdados do Exame Nacional do Ensino Médio. Brasília, DF: MEC/Inep, 2009. Disponível em: http://inep.gov.br/ microdados. Acesso em: abr. 2020.

BAUTIER, É. Linguagem e diferenciação social. In: VAN ZANTEN, A. (coord.). Dicionário de Educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011. p. 551-557.

BOURDIEU, P. The forms of capital. In: RICHARDSON, J. (ed.). Handbook of theory and research for the sociology of education. New York: Macmillan, 1986. p. 241-258.

BOURDIEU, P. Futuro de classe e causalidade do provável. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (ed.). Escritos de educação. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998. p. 81-126.

BOURDIEU, P. La distinción: criterio y bases sociales del gusto. Madrid: Taurus, 2016.

BOURDIEU, P.; PASSERON, J.-C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Tradução: R. Barão. 7. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

BYUN, S.-Y.; SCHOFER, E.; KIM, K.-K. Revisiting the role of cultural capital in East Asian educational systems: the case of South Korea. Sociology of Education, v. 85, n. 3, p. 219-239, 2012.

CAMIZ, S.; GOMES, G. C. Joint correspondence analysis versus multiple correspondence analysis: a solution to an undetected problem. In: GIUSTI, A.; RITTER, G.; VICHI, M. (ed.). Classification and Data Mining. Heidelberg: Springer, 2013. p. 11-18.

CASTRO, V. G. D.; TAVARES JÚNIOR, F. Jovens em contextos sociais desfavoráveis e sucesso escolar no ensino médio. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p. 239-258, jan./mar. 2016.

CAVALCANTI, C.; NASCIMENTO, M. M.; OSTERMANN, F. A falácia da culpabilização do professor pelo fracasso escolar. Revista Thema, Pelotas, RS, v. 15, n. 3, p. 1064-1088, 2018.

COLEMAN, J. S.; CAMPBELL, E. Q.; HOBSON, C. J.; MCPARTLAND, J.; MOOD, A. M.; WEINFELD, F. D.; YORK, R. L. Equality of educational opportunity. Washington: Office of Education, U.S. Department of Health, Education, and Welfare, 1966.

EDELEN, M. O.; REEVE, B. B. Applying item response theory (IRT) modeling to questionnaire development, evaluation, and refinement. Quality of Life Research, v. 16, p. 5-18, 2007. Supl. 1.

FINCH, H. W.; FRENCH, B. F. Latent variable modeling with R. New York: Routledge, 2015.

GLÓRIA, D. M. A. Uma análise de fatores sociodemográficos e sua relação com a escolarização dos filhos em famílias de camadas médias. 2007. 288 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2007.

GONÇALVES, F. G. D. Sucesso no campo escolar de estudantes oriundos de classes populares: estrutura e trajetórias. 2015. 169 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

GREENACRE, M. J. Correspondence analysis in practice. Boca Raton: CRC Press, 2017.

LACERDA, W. M. G. Famílias e filhos na construção de trajetórias escolares pouco prováveis: o caso dos iteanos. 2006. 417 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2006.

LAHIRE, B. Tableaux de familles: heurs et malheurs scolaires en milieux populaires. Paris: Le Seuil, 1995.

LAHIRE, B. Sucesso escolar nos meios populares: as razões do improvável. São Paulo: Ática, 1997.

LAHIRE, B. Retratos sociológicos: disposição e variações individuais. Porto Alegre: Artmed, 2004.

LAHIRE, B. A transmissão familiar da ordem desigual das coisas. Sociologia: Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, v. 21, n. 1, p. 13-22, 2011.

LAURENS, J.-P. 1 sur 500: la réussite scolaire en milieu populaire. Lyon: Presses Universitaires du Mirail, 1992.

MASSI, L.; MUZZETI, L. R.; SUFICIER, D. M. A pesquisa sobre trajetórias escolares no Brasil. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, Araraquara, SP, v. 12, n. 3, p. 1854-1873, 2017.

NASCIMENTO, M. M.; CAVALCANTI, C.; OSTERMANN, F. Análise de correspondência aplicada à pesquisa em ensino de Ciências. Enseñanza de las Ciencias, Barcelona, n. Extra, p. 1319-1324, 2017.

NASCIMENTO, M. M.; CAVALCANTI, C.; OSTERMANN, F. Uma busca por questões de Física do ENEM potencialmente não reprodutoras das desigualdades socioeconômicas. Revista Brasileira de Ensino de Física, São Paulo, v. 40, n. 3, 2018.

NASCIMENTO, M. M.; LIMA, N. W.; CAVALCANTI, C.; OSTERMANN, F. Cultura política, desempenho escolar e a Educação em Ciências: um estudo empírico à luz de Pierre Bourdieu. Ciência & Educação, Bauru, SP, v. 25, n. 2, p. 431-447, abr. 2019.

NOGUEIRA, C.; NOGUEIRA, M. A. A sociologia da educação de Pierre Bourdieu: limites e contribuições. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 23, n. 78, p. 15-35, abr. 2002.

NOGUEIRA, M. A. A relação família-escola na contemporaneidade: fenômeno social/ interrogações sociológicas. Análise social, Lisboa, n. 176, p. 563-578, mar. 2005.

PIOTTO, D. C. Trajetórias escolares prolongadas nas camadas populares. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 135, p. 701-707, set./dez. 2008.

PORTES, A. Capital social: origens e aplicações na sociologia contemporânea. Sociologia, Problemas e Práticas, Lisboa, n. 33, p. 133-158, set. 2000.

PORTES, É. A. Trajetórias e estratégias escolares do universitário das camadas populares. 1993. 235 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1993.

R CORE TEAM. R: A language and environment for statistical computing. Versão 3.4.3. Vienna: R Foundation for Statistical Computing, 2015.

ROSSEEL, Y. lavaan: An R Package for Structural Equation Modeling. Journal of Statistica Software, Los Angeles, v. 48, n. 2, p. 1-36, 2012.

SAMEJIMA, F. Estimation of latent ability using a response pattern of graded scores. Psychometrika monograph supplement, v. 34, n. 4, Pt 2, p. 100, 1969.

SANTOS, L. D. C. P.; DIAS, R. L. C. Trajetórias escolares e prática profissional de docentes das camadas populares. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 18, n. 52, p. 49-64, jan./mar. 2013.

SILVA, J. D. S. Por que uns e não outros? Caminhada de estudantes da Maré para a universidade. 1999. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Teologia e Ciências Humanas, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1999.

TAKANE, Y.; DE LEEUW, J. On the relationship between item response theory and factor analysis of discretized variables. Psychometrika, v. 52, n. 3, p. 393-408, 1987.

TERRAIL, J.-P. Destins ouvriers: la fin d’une classe? Paris: FeniX, 1990.

VIANA, M. J. B. Longevidade escolar em famílias de camadas populares: algumas condições de possibilidade. 1998. 264 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 1998.

ZAGO, N. Processos de escolarização nos meios populares: as contradições da obrigatoriedade escolar. In: NOGUEIRA, M. A.; ROMANELLI, G.; ZAGO, N. (org.). Família e escola: trajetórias de escolarização em camadas médias e populares. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000. p. 126-154.

ZÉROULOU, Z. La réussite scolaire des enfants d’immigrés: l’apport d’une approche en termes de mobilisation. Revue française de sociologie, Paris, v. 29, n. 3, p. 447-470, juil./sept. 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.18222/eae.v31i76.6719

Apontamentos

  • Não há apontamentos.