Currículo do pré-secundário em Timor-Leste e sua articulação com o secundário geral

Ana Margarida Capelo, Isabel Cabrita

Resumo


 

Problemas herdados nas últimas décadas conduziram Timor-Leste a reestruturar os currículos do ensino pré-secundário – EPS – e do secundário geral – ESG.1 Atendendo à importância de uma adequada articulação vertical ao longo dos ciclos de escolaridade e diante do cumprimento de uma primeira edição completa do EPS, importa estudar se tal currículo está alinhado com o do ESG, em particular no que respeita às Ciências e Tecnologia. Este artigo centra-se na análise do currículo do EPS e na avaliação da sua articulação com o do ESG. Não obstante existam décalages entre o currículo prescrito, o implementado e o apropriado, é relevante haver sintonia no nível dos currículos para uma educação e formação de boa qualidade, fundamentais à consecução dos Objetivos de Desenvolvimento do Milénio. 

 

Middle school curriculum in East-Timor and its articulation with secondary school  

Problems inherited from the last decades have led Timor-Leste to restructure its pre-secondary – EPS – and general secondary – ESG – curricula. Considering the importance of an adequate vertical articulation throughout the schooling cycles and before the conclusion of the first complete edition of the EPS, it is necessary to study if such a curriculum is aligned with the one of the ESG, in particular with regard to Science and Technology. This article focuses on the analysis of the EPS curriculum and the evaluation of its articulation with the one of ESG. Notwithstanding the décalages among the prescribed, the implemented and the appropriate curricula, it is relevant to have a fine-tuning at this level to ensure good quality education and training, essential to achieve the millennium development goals.  

Curriculum; Secondary Education; Educational Policies; Timor-Leste  

 

Programme d’enseignement présecondaire au Timor-Oriental et son articulation avec l’enseignement secondaire  

Des problèmes hérités des dernières décennies ont conduit le Timor-Oriental à restructurer ses programmes d’enseignement présecondaire – EPS –, ainsi que ceux de l’enseignement secondaire général – ESG. Compte tenu de l’importance d’une bonne articulation verticale tout au long des cycles scolaires et vu qu’une première édition complète de l’EPS a déjà été mise en place, il est important de vérifier si ce programme s’aligne bien à celui de l’ESG, particulièrement en ce qui concerne les Sciences et la Technologie. Cet article se concentre sur l’analyse du programme de l’EPS et sur l’évaluation de son articulation avec celui de l’ESG. Nonobstant certains décalages entre le programme prescrit, celui qui a été mis en oeuvre et celui qui est approprié, il est nécessaire que les programmes soient en phase pour atteindre une éducation et une formation de qualité, fondamentales pour la réalisation des Objectifs du Millénaire pour le Développement.  

Curriculum; Enseignement Secondaire; Politique d’éducation;Timor-Leste 

 

Currículo de la pre secundaria en timor oriental y su articulación con la secundaria general  

Problemas heredados en las últimas décadas hicieron que Timor Oriental reestructurase los currículos de la educación pre secundaria – EPS – y de la secundaria general – ESG. En función de la importancia de una adecuada articulación vertical a lo largo de los ciclos de escolaridad y frente al cumplimiento de una primera edición completa do EPS, importa estudiar si tal currículo está alineado con el del ESG, en particular en lo que concierne a las Ciencias y Tecnología. Este artículo se centra en el análisis del currículo del EPS y en la evaluación de su articulación con el del ESG. No obstante la existencia de décalages entre el currículo prescrito, el implementado y el apropiado, es relevante que haya sintonía a nivel de los currículos para una educación y formación de calidad, fundamentales para la consecución de los Objetivos de Desarrollo del Milenio.  

Plan de Etudios; Enseñanza Secundaria; Políticas de Educación; Timor-Leste

 

 


Palavras-chave


Currículo; Ensino Secundário; Políticas Educacionais; Timor-Leste

Texto completo:

PDF

Referências


ALARCÃO, I. A educação das crianças dos 0 aos 12 anos. In: SEMINÁRIO EDUCAÇÃO DAS CRIANÇAS DOS 0 AOS 12 ANOS, 20 de maio de 2008, Lisboa. Actas.... Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2009. (Estudos e relatórios).

BARBOSA, E. J. M. M. Articulação curricular e (in)sucesso educativo na disciplina de inglês: um estudo exploratório. 2010. 187 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação, Área de Especialização em Desenvolvimento Curricular) – Instituto de Educação, Universidade do Minho, Braga, 2010.

BAKER, J. Evaluating the impact of development projects on poverty: a handbook for practitioners. Washington DC: The World Bank, 2000.

CABRITA, I.; LUCAS, M.; CAPELO, A.; FERREIRA, A.; SANTOS, C.; MORGADO, M.; BREDA, Z. Ensino secundário geral em Timor-Leste: perspetivando o futuro. Aveiro: Universidade de Aveiro Editora, 2015.

CAPELO, A.; CABRITA, I. Cooperação internacional para a construção da qualidade educativa: avaliação a médio prazo da implementação da restruturação curricular do ensino secundário em Timor-Leste. Indagatio Didactica, v. 7, n. 2, p. 128-143, 2015.

FERREIRA, J. B. Continuidades e descontinuidades no ensino básico. Leiria: Magno, 2001.

FONTOURA, M. O currículo na gestão e organização das escolas. In: COSTA J. A.; MENDES, A. N.; VENTURA, A. (Org.). Liderança e estratégia nas organizações escolares. Aveiro: Universidade de Aveiro Editora, 2000. p. 249-267.

GABRIELSON, C.; SOARES, T.; XIMENES, A. Assessment of the state of science education in Timor Leste. 2010. Disponível em: ‹http://competence-program.asia/wp-content/uploads/2012/03/Assessmentof-the-State-of-Science-Education-in-Timor-Leste.pdf›. Acesso em: dez. 2015.

GERTLER, P.; MARTINEZ, S.; PREMAND, P.; RAWLINGS, L.; VERMEERSCH, C. Impact evaluation in practice. Washington D.C.: The World Bank, 2011.

GIMENO SACRISTÁN, J. La transición a la educación secundaria: discontinuidades en la cultura escolar. Madrid: Morata, 1996.

INSTITUTO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE DOCENTES E PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO. Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores. 2014. Disponível em: . Acesso em: dez. 2015.

LIMA, M. S. A. F. A articulação curricular no ensino básico no âmbito da disciplina de inglês. 2012.

f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação Especialização em Administração e Organização Escolar) – Universidade Católica Portuguesa, Porto, 2012.

MULLER, J. On the shoulders of giants: verticality of knowledge and the school curriculum. In: MOORE, R.; ARNOT, M.; BECK, J.; DANIELS, H. (Org.). Knowledge power and educational reform: applying the sociology of Basil Bernstein. London: Routledge, 2006. p. 11-27.

MUNAVU, R. M.; OGUTU, D. M.; WASANGA, P. M. Sustainable articulation pathways and linkages between upper secondary and higher education in Africa. In: ASSOCIATION FOR THE DEVELOPMENT OF EDUCATION IN AFRICA (Org.). Biennale on education in Africa: beyond primary education: challenges and approaches to expanding learning opportunities in Africa. Maputo:

ADEA, 2008. (Working document – draft).

NDEBELE, N.; BADSHA, N.; FIGAJI, B.; GEVERS, W.; PITYANA, B.; SCOTT I. A proposal for undergraduate curriculum reform in South Africa: the case for a flexible curriculum structure. Report of the Task Team on Undergraduate Curriculum Structure. Pretoria: Council on Higher Education, 2013 (Discussion document).

PACHECO, J.; MORGADO, J.; FLORES, M. A.; CASTRO, R. Plano curricular do 3º ciclo do ensino básico e estratégia de implementação. Braga: Universidade do Minho, 2009. Disponível em: ‹http://repositorium.sdum.uminho.pt/handle/1822/10402›. Acesso em: 12 dez. 2015.

RIBEIRO, A. S. A escola pode esperar: textos de intervenção sobre a educação de infância. Porto: Asa, 2002.

ROLDÃO, M. C. Que educação queremos para a infância? In: ALARCÃO, I. (Coord.). A educação das crianças dos 0 aos 12 anos. Lisboa: Conselho Nacional de Educação, 2009. p. 198-220.

SERRA, C. Currículo na educação pré-escolar e articulação curricular com o 1º ciclo do ensino básico. Porto: Porto, 2004.

SHAH, R. Goodbye conflict, hello development? Curriculum reform in Timor-Leste. International Journal of Educational Development, v. 32, n. 1, p. 31-38, 2012.

STABBACK, P.; MALE, B.; GEORGESCU, D. What makes a good quality school curriculum? Geneva: United Nations Education, Scientific and Cultural Organization-International Bureau of Education, 2011. (Background paper).

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Política Nacional da Educação 2007-2012. Díli: Ministério da Educação, 2007.

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Plano Estratégico de Desenvolvimento 2011-2030. Díli: Ministério da Educação, 2011a.

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Plano Estratégico Nacional da Educação 2011-2030. Díli: Ministério da Educação, 2011b.

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Plano Curricular do Ensino Secundário Geral. Díli: Ministério da Educação, 2011c.

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Política Nacional da Educação e da Cultura 2006-2010. Díli: Ministério da Educação, 2006. Disponível em: ‹http://www.jornal.gov.tl/lawsTL/RDTL-Law/RDTLGov-Resolutions-P/Gov-Res-2007-03.pdf›. Acesso em: 12 jan. 2015.

TIMOR-LESTE. Ministério da Educação. Education for All 2015 National Review Report: Timor-Leste. Dili: Unesco, 2015.

UNITED NATIONS EDUCATIONAL, SCIENTIFIC AND CULTURAL ORGANIZATION. Youth and skills: putting education to work. Paris: Unesco, 2012. (EFA global monitoring report 2012).

UNITED NATIONS CHILDREN’S FUND. Evaluation Office. Evaluation of the UNICEF Education Programme in Timor Leste 2003-2009. New York: Unicef, 2010.

UNITED NATIONS CHILDREN’S FUND. Termos de Referência (TDR) para Contrato Institucional. Díli: Unicef, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.