Alteridade, ação e educação em Hannah Arendt

Autores

  • Angelo Vitório Cenci Universidade de Passo Fundo – UPF –, Passo Fundo (RS), Brasil
  • Edison Alencar Casagranda Universidade de Passo Fundo – UPF –, Passo Fundo (RS), Brasil

Palavras-chave:

Alteridade, Ação, Educação, Arendt, Hannah

Resumo

O tema da alteridade pode ser lido em Hannah Arendt em um duplo movimento. O primeiro, com base em Eichmann em Jerusalém, concerne à negação do outro como incapacidade de se colocar no seu lugar e como sua supressão mediante a anulação de sua singularidade. O segundo, tomando por referências principais A condiçao humana e O que é política?, explora as condições para a alteridade, e o faz focando nos pressupostos da ação – mundo e pluralidade – e nos seus poderes – initium, revelaçao e energeia. Tais condições remetem ao amor mundi e à responsabilidade vinculada a ele como condição educativa (formação) para o outro poder vir a ser efetivamente outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ADORNO, T. W. Educação e emancipação. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1995.

ALMEIDA, V. S. Educação em Hannah Arendt: entre o mundo deserto e o amor ao mundo. Sao Paulo: Cortez, 2011.

ARENDT, H. O que é a filosofia da Existenz? In: ARENDT, H. A dignidade da política: ensaios e conferencias. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1993a. p. 15-37.

ARENDT, H. A vida do espírito: o pensar, o querer, o julgar. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1993b.

ARENDT, H. Qu’est-ce que la politique? Paris: Seuil, 1995.

ARENDT, H. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. Sao Paulo: Companhia das Letras, 2003.

ARENDT, H. A crise na educaçao. In: ARENDT, H. Entre o passado e o futuro. Sao Paulo: Perspectiva, 2005. p. 221-247.

ARENDT, H. Origens do totalitarismo. Sao Paulo: Companhia das Letras, 2012.

ARENDT, H. A condição humana. 12. ed. revista. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2016.

BÁRCENA, F.; MELICH, J.-C. La lección de Auschwitz. Isegoria, n. 23, p. 225-236, 2000.

BRAYNER, F. Educação e republicanismo: experimentos arendtianos para uma educaçao melhor. Brasília: Liber Libro, 2008.

CANIVEZ, P. Educar o cidadão? Sao Paulo: Papirus, 1998.

CARVALHO, J. F. S. Educação: uma herança sem testamento. Universidade de Sao Paulo, 2015. Mimeografado.

HERMANN, N. Ética & educaçao: outra sensibilidade. Belo Horizonte: Autentica, 2014.

LAFER, C. A reconstrução dos direitos humanos: um diálogo com o pensamento de Hannah Arendt. Sao Paulo: Companhia das Letras, 1988.

LOBO, M. F. Hannah Arendt y la pregunta por la relación entre el pensamento y la acción. Buenos Aires: Biblos, 2013.

QUINTANA, L. “Unos-con-otros y unos-de-otros”: comunidad y alteridad en el pensamiento de Hannah Arendt. In: CEPEDA, M. R. A. (Comp.). Amistad y alteridad. Homenaje a Carlos B. Gutiérrez. Bogotá: Universidad de los Andes, 2016. p. 201-212. Disponível em: Acesso em: 2 fev 2016.

SCHIO, S. Hannah Arendt: história e liberdade: da açao a reflexao. 2. ed. Porto Alegre: Clarinete, 2012.

Downloads

Publicado

30-04-2021

Como Citar

Cenci, A. V., & Casagranda, E. A. (2021). Alteridade, ação e educação em Hannah Arendt. Cadernos De Pesquisa, 48(167), 172–191. Recuperado de https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/4664

Edição

Seção

Tema em Destaque - Alteridade e Educação