O professor coordenador pedagógico e a fragilidade da carreira docente

Autores

  • Maria José da Silva Fernandes

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae204420092037

Palavras-chave:

Coordenação Pedagógica, Reforma do Ensino, Profissionalização, Professores

Resumo

Este artigo tem o objetivo de apresentar os resultados de uma pesquisa que analisou a criação da função de professor coordenador pedagógico (PCP) nas escolas estaduais de São Paulo no bojo das reformas educacionais ocorridas em meados dos anos 90. Norteados por uma pesquisa de caráter bibliográfico-documental que analisou documentos da Secretaria de Educação (inclusive legislação), materiais produzidos por entidades representativas dos professores e uma bibliografia relacionada à história da educação, procuramos elucidar a trajetória percorrida pela coordenação pedagógica em diferentes contextos históricos, analisando a concepção de trabalho docente em relação a esses momentos. Por outro lado, investigamos as dificuldades de trabalho do PCP nas escolas da rede estadual de ensino, recorrendo a pesquisas que foram produzidas sobre o tema, cuja análise nos permitiu a aproximação com o contexto de trabalho da função e o reconhecimento das implicações das reformas educacionais para a constituição da profissionalidade docente.

Biografia do Autor

Maria José da Silva Fernandes

Downloads

Publicado

30-12-2009

Edição

Seção

Temas em Destaque - Trabalho Docente