A qualidade da educação infantil brasileira: alguns resultados de pesquisa.

Autores

  • Maria Malta Campos Fundação Carlos Chagas
  • Jodete Füllgraf Universidade Federal de Santa Catarina
  • Verena Wiggers Universidade Federal de Santa Catarina

Palavras-chave:

Educação Infantil, Formação de Professores, Qualidade do Ensino, Pesquisa Empírica

Resumo

O artigo analisa dados obtidos por meio de levantamento sobre resultados recentes de pesquisas empíricas acerca da qualidade da educação nas instituições de educação infantil brasileiras, divulgadas entre 1996 e 2003. A revisão cobriu estudos publicados nas principais revistas brasileiras de educação e apresentados na mais importante reunião científica da área, a Reunião Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação - ANPEd -, no Grupo de Trabalho Educação da Criança de zero a seis anos. Os dados foram classificados segundo os principais aspectos relacionados à qualidade da educação infantil de acordo com a literatura: formação dos professores; propostas pedagógicas; condições de funcionamento; práticas educativas e relação com as famílias. O quadro geral que emerge do estudo aponta para uma situação dinâmica mas ainda contraditória, revelando que é grande a distância entre as metas legais e a situação vivida pela maioria de crianças e adultos no cotidiano das instituições de educação infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Malta Campos, Fundação Carlos Chagas

Jodete Füllgraf, Universidade Federal de Santa Catarina

Verena Wiggers, Universidade Federal de Santa Catarina

Downloads

Publicado

2013-06-25

Como Citar

Campos, M. M., Füllgraf, J., & Wiggers, V. (2013). A qualidade da educação infantil brasileira: alguns resultados de pesquisa. Cadernos De Pesquisa, 36(127), 87–128. Recuperado de https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/412

Edição

Seção

Outros Temas