Black Lives Matter nos currículos? Imprensa negra e antirracismo em perspectiva transnacional

Amilcar Araujo Pereira

Resumo


O presente artigo discute alguns aspectos históricos das lutas antirracistas voltadas para a área da educação da população negra, em especial para o ensino de História, nos contextos dos Estados Unidos (EUA) e do Brasil, a partir principalmente da análise de artigos e reportagens publicadas em jornais da imprensa negra estadunidense e brasileira. Por meio dos exemplos aqui apresentados e analisados, é possível perceber como as populações negras têm produzido diferentes estratégias e têm obtido diferentes resultados na luta antirracista por educação e pela afirmação de sua humanidade ao longo da história do Brasil e dos EUA. 


Palavras-chave


Racismo; Imprensa negra; Educação; Currículo

Texto completo:

PDF

Referências


ABUD, Katia Maria. A História nossa de cada dia: saber escolar e saber acadêmico na sala de aula. In: MONTEIRO, Ana Maria; GASPARELLO, Arlette Medeiros, MAGALHÃES, Marcelo de Souza (org.). Ensino de História: sujeitos, saberes e práticas. Rio de Janeiro: Mauad X, Faperj, 2007. p. 107-117.

ALBERTO, Paulina. A mãe preta entre sentimento, ciência e mito: intelectuais negros e as metáforas cambiantes da inclusão racial, 1920-1980. In: GOMES, Flávio dos Santos; DOMINGUES, Petrônio (org.). Políticas da raça: experiências e legados da abolição e da pós-emancipação no Brasil. São Paulo: Selo Negro, 2014.

ALLEN, James. Pioneer Efforts In Education For Blacks. New York Amsterdam News, 12 de junho de 1971.

BARR, Shirley Campbell. Rotundamente negra y otros poemas. Madrid: Torremozas, 2013.

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998, 2002.

BITTENCOURT, Circe. Ensino de História: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

BITTENCOURT, Circe. Identidades e ensino de História no Brasil. In: CARRETERO, Mario (org.). Ensino de História e memória coletiva. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CABRAL, Amilcar. PAIGC: Unida e Luta. Lisboa: Nova Aurora, 1974.

CUNHA, Olívia Maria Gomes da. 1933: um ano em que fizemos contatos. Revista USP, São Paulo, v. 28, p. 12-163, dez./fev. 1995/1996.

DÁVILA, Jerry. Diploma de brancura: política social e racial no Brasil: 1917-1945. São Paulo: Editora Unesp, 2006.

FANON, Frantz. Os condenados da terra. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2005.

FERREIRA, Higor Figueira. A construção do currículo em uma experiência escolar para meninos pretos e pardos na Corte em meados do século XIX. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

GARRIDO, Mírian. Nas constituições dos discursos sobre afro-brasileiros: uma análise histórica da ação de militantes negros e dos documentos oficiais voltados a promoção do negro brasileiro (1978 a 2010). 2017. Tese (Doutorado em História) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Assis, 2017.

HANCHARD, Michael. Política transnacional negra, antiimperialismo e etnocentrismo para Pierre Bourdieu e Loïc Wacquant: exemplos de interpretação equivocada. Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, v. 24, n. 1, p. 63-96.

HOLLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. 26. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

LE GOFF, Jacques. Memória. In: Enciclopédia Einaudi. v. I Memória-História. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1984.

LEITE, José Correia. ...E disse o velho militante José Correia Leite: depoimentos e artigos. Organização e textos: CUTI, Luiz Silva. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 1992.

MOREIRA, Antonio Flavio B.; SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Currículo, cultura e sociedade. São Paulo: Cortez, 2002.

NADAI, Elza. O ensino de História no Brasil: trajetória e perspectiva. Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 13, n. 25/26, p. 143-162, set. 1992/ago. 1993.

PEREIRA, Amilcar A. Por uma autêntica democracia racial!: os movimentos negros nas escolas e nos currículos de história. Revista História Hoje, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 111-128, 2012.

PEREIRA, Amilcar A. O mundo negro: relações raciais e a constituição do movimento negro contemporâneo no Brasil. Rio de Janeiro: Pallas/Faperj, 2013.

PEREIRA, Amilcar A. O movimento negro brasileiro e a lei n. 10639/2003: da criação aos desafios para a implementação. Revista Contemporânea de Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 23, p. 13-30, jan./abr. 2017.

PEREIRA, Amilcar A.; LIMA, Thayara S. de. Isso não é História? Professores de História no Rio de Janeiro entre perspectivas e narrativas nacionais e locais sobre História e Cultura Afro-Brasileiras. In: GABRIEL, Carmen T.; MONTEIRO, Ana Maria; MARTINS, Marcus L. B. (org.) Narrativas do Rio de Janeiro nas aulas de História. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016. p. 107-128.

PITRE, Abul; RAY, Ruth; PITRE, Esrom. The struggle for Black History: Foundations for a Critical Black Pedagogy in Education. Lanham, MD: University Press of America, 2008.

POLLAK, Michael. Memória e Identidade Social. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, p. 200-212, 1992.

SIEGEL, Micol. Mães pretas, filhos cidadãos. In: CUNHA, Olívia Maria Gomes da; GOMES, Flávio dos Santos (org.). Quase-cidadão: histórias e antropologias da pós-emancipação no Brasil. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2007.

SILVA, Tomaz Tadeu. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

TATE JR, John W. Race Must Learn More Of Its History Says Scribe Who Puts Blame On Present School Plan. Chicago Defender, em 9/12/1939, p. 15.

WATKINS, William. Blacks and the curriculum: from accommodation to contestation and beyond. In: WATKINS, William; LEWIS James H.; CHOU, Victoria (ed.). Race and education: the roles of history and society in educating African American students. Needham Heights, MA: Allyn & Bacon, 2001. p. 40-65.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: