Sobre a Revista

Atualizamos o sistema OJS de publicação de nossos periódicos e estamos em fase de ajustes.  Pedimos que,  se  encontrar qualquer irregularidade  no  acesso ou  no processo de submissão,  nos  contate  pelo e-mailcadpesq@fcc.org.br

Foco e Escopo

Criada em 1971, Cadernos de Pesquisa é uma revista científica da Fundação Carlos Chagas (São Paulo, Brasil) que tem como objetivo divulgar a produção acadêmica relacionada com a educação. Dedica especial atenção às desigualdades sociais e contempla estudos que abordam, de forma interdisciplinar, questões relacionadas a gênero, relações étnico-raciais, infância, juventude, escola, trabalho, família e políticas públicas. Acolhe manuscritos inéditos, com perspectivas teóricas diversas, com prioridade para a publicação de pesquisas de caráter empírico, histórico ou documental. Contempla ensaios, entrevistas, relatos de experiência e resenhas. Referência para a formação de pesquisadores, a revista tem como critérios para avaliação: a relevância social, as contribuições teóricas e metodológicas e o caráter inovador dos estudos. A partir de 2021, adota a modalidade de publicação contínua, estruturada nas seguintes seções:

  • Teorias, Métodos, Pesquisa Educacional

Pesquisas e estudos teóricos sobre Educação e sobre tendências, metodologias e ética na Pesquisa Educacional.

  • Políticas Públicas, Avaliação e Gestão

Pesquisas sobre Estado, Legislação, Políticas, Avaliação, Sistemas Educacionais.

  • Educação Superior, Profissões, Trabalho

Pesquisas sobre acesso e organização do ensino superior, formação profissional, relações raciais e de gênero.

  • Educação Básica, Cultura, Currículo

Pesquisas sobre práticas educativas e sociabilidades nas instituições educacionais (da creche ao ensino médio), políticas de currículo.

  • Formação e Trabalho Docente

Pesquisas sobre profissão docente, formação de professores e educadores, condições de trabalho.

  • Espaço Plural

Entrevistas, homenagens, documentos de valor acadêmico e histórico.

  • Resenhas

A revista publica textos em português e espanhol em versão on-line, no Portal de Publicações da FCC e em diversas bases indexadoras. Artigos aceitos em outros idiomas devem ser traduzidos ao português. Artigos aceitos podem ser também publicados na versão para a língua inglesa. Cadernos de Pesquisa não cobra taxa de submissão ou de editoração de artigos (articles processing charges – APC), mas os custos de tradução são de responsabilidade dos autores. A versão on-line é de acesso aberto e gratuito.

O título abreviado da Revista é Cad. Pesqui., que deve ser usado em notas de rodapé e referências bibliográficas.

Processo de Avaliação pelos Pares

Os originais recebidos passam por quatro etapas:

1)      Submissão a programas de controle de plágio e autoplágio: o objetivo é verificar o ineditismo do texto.

2)      Avaliação prévia pelo Comitê Editorial: o Comitê julga a adequação dos textos à linha editorial da revista; às normas de publicação por ela estabelecidas; e à qualidade do trabalho, isto é, o seu potencial de publicação.

3)      Processo duplo cego: caso passem por essa triagem inicial, os textos serão encaminhados para serem avaliados quanto ao mérito por especialistas da área.

4)      Decisão final: os pareceres emitidos passarão pela análise do Comitê Editorial, que dará decisão final emitindo um parecer consolidado.

Cadernos de Pesquisa adota o sistema duplo-cego para avaliação dos manuscritos pelos pares, preservando a identidade do autor em relação ao parecerista e vice-versa. A avaliação envolve, em geral, dois pareceristas. Eventualmente, o Comitê Editorial pode designar um dos editores para a avaliação.

No parecer consolidado, emitido pelo Comitê Editorial, os autores receberão uma comunicação informando se seu texto foi aceito, rejeitado ou se necessita de alterações para publicação. No último caso, o artigo reformulado é submetido a nova rodada de avaliação. O Comitê Editorial reserva-se o direito de recusar artigos cujas modificações não atendam a contento às solicitações encaminhadas.

As submissões na forma de entrevistas, relatos de experiência e resenhas são avaliadas pelo Comitê Editorial, que decidirá pela pertinência de sua publicação, conforme os objetivos de cada seção e demandas da revista.

Diretrizes para Avaliadores

Os especialistas devem redigir seu parecer, de forma circunstanciada, observando os seguintes critérios:

  1. Relevância social e contribuições potenciais do artigo para a área da educação;
  2. Diálogo com o conhecimento produzido sobre a temática;
  3. Consistência teórica e metodológica;
  4. Boa estruturação, clareza, argumentação sólida e fundamentada.

Ao final da avaliação, deve-se escolher uma das seguintes opções oferecidas pelo sistema de gerenciamento eletrônico da revista:

  • Aceitar
  • Correções obrigatórias
  • Submeter novamente para avaliação
  • Submeter a outra revista
  • Rejeitar
  • Ver comentários

A opção “Correções obrigatórias” deve ser utilizada nas situações em que o manuscrito tenha efetivo potencial de publicação. No caso de textos que exijam significativas modificações, indica-se sua rejeição. A opção “Submeter novamente para avaliação” deve ser utilizada quando o parecerista considerar necessário o encaminhamento para outro especialista. A opção “Ver comentários” só deve ser utilizada quando o avaliador estiver em dúvida sobre sua decisão. 

No final de cada ano, é publicada uma lista completa com os nomes de todos os pareceristas que colaboraram com a revista ao longo do ano.

Periodicidade

Publicação contínua a partir de 2021.

Política editorial para a ciência aberta

Além da continuidade do acesso livre ao conteúdo da revista, em 2021 serão adotadas algumas iniciativas relacionadas à implementação de práticas da ciência aberta. A primeira delas refere-se ao compartilhamento dos dados, códigos, métodos e outros materiais utilizados e resultantes das pesquisas. Os autores dos artigos aprovados para publicação serão consultados sobre a cessão desses dados, quantitativos e qualitativos, para depósito no repositório de dados de SciELO, com atribuição de DOI e acesso público ou controlado, justificando-se, caso exista, a indisponibilidade da cessão. A revista vai planejar em conjunto com SciELO a implementação dessa sistemática. Em segundo lugar, serão feitas consultas à área, relacionadas à inclusão da modalidade de preprint e à abertura do processo de avaliação dos manuscritos.

Fontes de Indexação

Bases de dados

Biblat – Bibliografía Latinoamericana en revistas de investigación científica y social (México)

BVS Psicologia Brasil – Revistas Técnico-Científicas – Biblioteca Virtual em Saúde – Psicologia (Brasil)

Dialnet – Fundación Dialnet – Universidad de La Rioja (Espanha)

Educ@ – Publicações Online de Educação (Brasil)

Google Scholar

HCERES – Haut Conseil de l'Évaluation de la Recherche et de l’Enseignement Supérieur (França)

Iresie – Índice de Revistas de Educación Superior e Investigación Educativa (México)

Latindex – Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (México)

Microsoft Academic Search

OEI – Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura

Psicodoc – Base de Datos Bibliográfica de Psicología (Espanha)

REDIB – Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico (Espanha)

SciELO – Scientific Electronic Library Online (Brasil)

SciVerse Scopus – The largest abstract and citation database of peer reviewed literatura and quality web sources (Países Baixos)

UlrichsWeb Global Serial Directory

Portais especializados

Capes – Portal de Periódicos/Qualis (Brasil)

Clase – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México)

Diadorim – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras (Brasil)

Inep/Cibec – BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasil)

Buscadores de literatura científica open access

Diadorim – Diretório de Políticas de Acesso Aberto das Revistas Científicas Brasileiras (Brasil)

Doaj – Directory of Open Access Journals (Suécia)

Ergo – Education Research Global Observatory – Directory of Open Access Journals in Education (EUA)

Catálogos de bibliotecas

EZB – Elektronische Zeitschriftenbibliothek/Electronic Journals Library (Universität Regensburg – Alemanha)

Ficha Catalográfica

Cadernos de Pesquisa, n. 1, jul. 1971, Fundação Carlos Chagas, São Paulo

Somente on-line a partir de 2020 e contínua a partir de 2021.

Publicação da Fundação Carlos Chagas.

ISSN: 0100-1574 (Impresso)

e-ISSN: 1980-5314 (On-line)

1. Educação. 2. Pedagogia. I. Fundação Carlos Chagas. 

II. Departamento de Pesquisas Educacionais/FCC. III. Título. 

CDU 37

Ficha elaborada por: Ana Maria de Souza CRB-8/5580, Biblioteca Ana Maria Poppovic (Bamp)