Perfil e trajetória de educadores em instituição de acolhimento infantil.

Autores

  • Lília Iêda Chaves Cavalcante Universidade Federal do Pará
  • Laiane da Silva Corrêa Universidade Federal do Pará

Palavras-chave:

Perfil Profissional, Instituições Sociais, Cuidados com a Criança

Resumo

Este estudo identificou aspectos da trajetória pessoal, profissional e institucional de educadores de abrigo, assim como sua percepção e satisfação com as atividades realizadas em uma instituição de acolhimento. Foram entrevistados 102 educadores que trabalhavam em um abrigo infantil da Região Metropolitana de Belém. O perfil traçado mostra que todos os entrevistados pertencem ao sexo feminino, sendo a maioria ainda jovem, com no máximo 35 anos, com filhos, já tendo concluído ou ainda frequentando um curso de graduação. O conjunto dos resultados demonstra que, apesar do grau de escolaridade elevado, esses educadores sentiam-se pouco preparados para lidar com crianças em acolhimento institucional e excluíam do educar o ato de cuidar. É preciso que novas estratégias de capacitação em serviço sejam pensadas, no sentido de atender às exigências colocadas pelas orientações técnicas para serviços de acolhimento de crianças e adolescentes, aprovadas em 2009.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

03-06-2013

Como Citar

Cavalcante, L. I. C., & Corrêa, L. da S. (2013). Perfil e trajetória de educadores em instituição de acolhimento infantil. Cadernos De Pesquisa, 42(146), 494–517. Recuperado de https://publicacoes.fcc.org.br/cp/article/view/29

Edição

Seção

Outros Temas