Magistério primário: profissão feminina, carreira masculina.

Zeila de Brito Fabri Demartini, Fátima Ferreira Antunes

Resumo


Nestas considerações procura-se, inicialmente, registrar, com base em trabalhos anteriores, como a mulher vai entrando para o magistério primário e tornando o exercício dessa profissão predominantemente feminino já na virada do século, em São Paulo. Em seguida, procura-se mostrar, a partir de relatos orais e outros documentos, como a maioria feminina não está representada nos postos de controle e de formação de novos profissionais, que continuam a ser ocupados por homens.

Palavras-chave


Professores; Relações de Gênero

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: