Juventude universitária e direitos de cidadania: sentidos atribuídos à diversidade sexual

Maria Lucia Miranda Afonso, Maximiliano Rodrigues, Eduardo Francisco de Oliveira

Resumo


Com base em pesquisa quantitativa sobre sentidos atribuídos por jovens universitários à cidadania, este artigo enfoca a parte de diversidade sexual e direitos humanos. Após revisão sobre juventude, política e percepção da diversidade sexual, apresenta-se um survey, com 423 estudantes, amostra selecionada com margem de erro de 5% e intervalo de confiança de 0,95%. Existe uma alta porcentagem de estudantes que apoiam noções genéricas de direitos. Porém essa frequência cai de forma acentuada quando se trata de traduzir direitos em políticas públicas. A análise de tabelas de contingência entre variáveis indica influência da orientação sexual, do sexo e da religião sobre as atribuições de sentidos, e dos pertencimentos sociais sobre a religião. Discutem-se as contradições no discurso igualitário diante dos pertencimentos sociais e da garantia de direitos.

 

University youth and citizenship rights: meanings attributed to sexual diversity

Based on quantitative research on the meanings attributed by young university students to citizenship, this article focuses on sexual diversity and human rights. After a review on youth, and the policy on and perception of sexual diversity, we present a survey with 423 students, a sample with a 5 percent margin of error and a 95% confidence interval. A high percentage of students support generic notions of rights, but this frequency falls sharply when it comes to translating rights into public policy. The analysis of contingency tables between variables indicates the influence of sexual orientation, sex, and religion on meaning attribution, and of social belonging on religion. The paper discusses contradictions in the egalitarian discourse, considering social belonging and the guarantee of rights.

Youth; Gender; Human Rights; Homophobia

 

Jeunesse universitaire et droits de citoyenneté: les significations attribuées à la diversité sexuelle

Cet article traite de la question des droits humains et de la diversité sexuelle à partir d’une recherche quantitative concernant les significations que les jeunes universitaires attribuent à la citoyenneté. Après s’être penché sur la jeunesse, la politique et la perception de la diversité sexuelle, le texte présente une enquete statistiquement significative menée, auprès de 423, étudiants avec p = ou <0,05et une marge de confiance de 0,95%. Le soutien élevé aux notions génériques des droits diminue considérablement lors de la traduction de ces droits en politiques publiques. Les croisements variables indiquent l’influence de l’orientation sexuelle, du sexe et de la religion sur les attributions des significations ainsi que celle de l’appartenance sociale sur la religion. L´article aborde les contradictions du discours égalitaire face aux appartenances sociales et l´assurance des droits.

Jeunesse; Genre; Droits Humains; Homophobie

 

Juventud universitária y derechos de ciudadania: sentidos atribuídos a la diversidad sexual

Basado en una investigación cuantitativa sobre los significados atribuídos por los jóvenes universitarios a la ciudadanía, este artículo enfoca la parte de la diversidad sexual y los derechos humanos. Después de un examen sobre la juventud, la política y percepción de la diversidad sexual, se presenta una encuesta estadísticamente significativa con 423 estudiantes, p = o <0.05 y un margen de confianza de 0.95%. Hay un alto porcentaje de apoyo a las nociones genéricas de derechos, que se reduce significativamente al traducir los derechos en políticas públicas. Hay influencia de la orientación sexual, el sexo y la religión en las atribuciones de significados y de la pertenencia social sobre la religión. Se aborda las contradicciones en el discurso igualitario considerando las pertenencias sociales y la garantía de los derechos.

Juventud; Género; Derechos Humanos; La Homofobia


Palavras-chave


Juventude; Gênero; Educação em Direitos Humanos; Homofobia

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, M. Lúcia M. et al. Gestão social do amanhã: juventude universitária, cidadania e direitos humanos. Relatório de pesquisa. Fapemig. Belo Horizonte, 2015.

ANJOS, Gabriele dos. Homossexualidade, direitos humanos e cidadania. Sociologias, n. 7, p. 222-252, jun. 2002.

BASTOS, Gustavo Grandini; GARCIA, Dantielli Assumpção; SOUSA, Lucília Maria Abrahão. A homofobia em discurso: direitos humanos em circulação. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, SC, v. 17, n. 1, p. 11-24, jan./abr. 2017.

BERTOLIN, Júlio. A formação integral na educação superior e o desenvolvimento dos países. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 165, p. 848-871. jul./set. 2017.

BOGHOSSIAN, Cynthia O.; MINAYO, Maria Cecília de S. Revisão sistemática sobre juventude e participação nos últimos 10 anos. Saúde e Sociedade, São Paulo, v. 18, n. 3, p. 411-423, 2009.

BORRILO, Daniel. Homofobia: história e crítica de um preconceito (tradução de Guilherme João de Freitas Teixeira). Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, 1988.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Combate à Discriminação. Brasil sem homofobia: programa de combate à violência e à discriminação contra GLBT e promoção da cidadania homossexual. Brasília: Ministério da Saúde, 2004.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep. Sinopse da educação superior no Brasil. Brasília: 2011. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução n. 1, de 30 de maio de 2012. Diretrizes Nacionais para a Educação em Direitos Humanos. Brasília: MEC, 2012.

BRASIL. Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Secretaria Especial de Direitos Humanos. Relatório de violência homofóbica no Brasil: 2013. Brasília: SEDH, 2013.

CANDAU, Vera M. Educação em direitos humanos: desafios atuais. In: SILVEIRA, M. G. et al. (Org.). Educação em direitos humanos: fundamentos teórico-metodológicos. João Pessoa: Universitária, 2007. p. 399-412.

CASTRO, Lúcia R. de. Juventude e socialização política: atualizando o debate. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 25, n. 4, p. 479-487, out./dez. 2009.

DAYRELL, Juarez; CARRANO, Paulo. Juventude e ensino médio: Quem é este aluno que chega à escola? In: DAYRELL, J.; CARRANO, P.; MAIA, Carla L. (Org.). Ensino médio: sujeitos e currículos em diálogo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2014. p. 101-134.

DAYRELL, Juarez; MOREIRA, Maria Ignez C.; STENGEL, Márcia. Juventudes contemporâneas: um mosaico de possibilidades. Belo Horizonte: Editora PUC-Minas, 2011.

DINIS, Nilson Fernandes. Homofobia e educação: quando a omissão também é signo de violência. Educação em Revista, Curitiba, n. 39, p. 39-50, abr. 2011.

FLEURY, Alessandra R. D.; TORRES, Ana Raquel R. Análise psicossocial do preconceito contra homossexuais. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 24, n. 4, p. 475-486, dez. 2007.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.

FUKS, Mario. Atitudes, cognição e participação política: padrões de influência dos ambientes de socialização sobre o perfil político dos jovens. Opinião Pública, v. 18, n. 1, p. 88-108, jun. 2012.

GUSMÃO, Estefânea Élida da Silva et al. Valores humanos e atitudes homofóbicas flagrante e sutil. Psico-USF, v. 21, n. 2, p. 367-380, ago. 2016.

HEILBORN, Maria Luíza. Entre as tramas da sexualidade brasileira. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 14, n. 1, p. 3-59, jan./abr. 2006.

JUNQUEIRA, R. D. O reconhecimento da diversidade sexual e a problematização da homofobia no contexto escolar. In: RIBEIRO, P. R. C.; SILVA, M. R. S.; SOUZA, N. G. S.; GOELLNER, S. V.; SOUZA, J. F. (Org.). Corpo, gênero e sexualidade: discutindo práticas educativas. Rio Grande: Editora da FURG, 2007.

LACERDA, Marcos; PEREIRA, Cícero; CAMINO, Leôncio. Um estudo sobre as formas de preconceito contra homossexuais na perspectiva das representações sociais. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 15, n. 1, p. 165-178, 2002.

LIMA, Andréa Moreira. Os direitos humanos LGBT entre o universal e o particular. Belo Horizonte: Relicário, 2017.

LIMA-NUNES, Aline V.; CAMINO, Leôncio. Atitude político-ideológica e inserção social: fatores psicossociais do preconceito racial? Psicologia & Sociedade, Florianópolis, v. 23, n. 1, p. 135-143, 2011.

LIONÇO, Tatiana; DINIZ, Debora. Homofobia, silêncio e naturalização: por uma narrativa da diversidade sexual. Revista Psicologia Política, São Paulo, v. 8, n. 16, p. 307-324, dez. 2008.

LOURENÇO, Clície A. P.; AFONSO, Maria Lúcia M. Educação em direitos humanos no ensino superior: estratégias políticas, teóricas e metodológicas. Competência, Porto Alegre, v. 8, n. 1, p. 83-100, jan./jul. 2015.

LOURO, Guacira Lopes. Heteronormatividade e homofobia. In: JUNQUEIRA, Rogério Diniz (Org.). Diversidade sexual na educação: problematizações sobre a homofobia na escola. Brasília: Ministério da Educação, Unesco, 2009.

MATOS, Marlise. Teoria de gênero ou teorias e gênero? Se e como os estudos de gênero e feministas se transformaram em um campo novo para as ciências. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 16, n. 2, p. 440, maio/ago. 2008.

MAYORGA, Cláudia. Juventude e participação. In: MOURA, Maria Aparecida (Org.). Cultura informacional e liderança comunitária: concepções e práticas. Belo Horizonte: UFMG, PROEX, 2011. p. 31-34.

MAYORGA, Cláudia. Pesquisar a juventude e sua relação com a política – notas metodológicas. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 18, n. 2, p. 343-350, abr./jun. 2013.

MELQUÍADES, Roseane L.; AFONSO, Maria Lúcia M. A participação juvenil nas políticas públicas para a juventude: uma questão de legitimidade? Tecer, Belo Horizonte, v. 10, n. 19, p. 159-169, nov. 2017.

MÉNDEZ-TAPIA, Manuel. Reflexiones críticas sobre homofobia, educación y diversidad sexual. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 42, n. 2, p. 673-686, jun. 2017.

MESQUITA, Daniele Trindade; PERUCCHI, Juliana. Não apenas em nome de Deus: discursos religiosos sobre homossexualidade. Psicologia & Sociedade, Florianópolis, v. 28, n. 1, p. 105-114, abr. 2016.

MILANI, Carlos R. S. O princípio da participação social na gestão de políticas públicas locais: uma análise de experiências latino-americanas e européias. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 42, n. 3, p. 551-579, maio/jun. 2008.

MOREIRA, Maria Ignez C.; RENA, Luiz C. C. B.; SOUZA, Maria do Carmo. Os sentidos construídos por adolescentes e jovens em contextos institucionais no Barreiro (BH) e Betim (MG) para a participação social e política. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 18, n. 2, p. 397-404, abr./jun. 2013.

MOTT, Luis. Homo-afetividade e direitos humanos. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 14, n. 2, p. 509-521, set. 2006.

NATIVIDADE, Marcelo. Homossexualidade, gênero e cura em perspectivas pastorais evangélicas. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 21, n. 61, p. 115-132, jun. 2006.

PEREIRA, Cícero; CAMINO, Leôncio. Representações sociais, envolvimento nos Direitos Humanos e ideologia política em estudantes universitários de João Pessoa. Psicologia Ref lexão e Crítica, Porto Alegre, v. 16, n. 3, p. 447-460, 2003.

PEREIRA, Cícero; RIBEIRO, Ana Raquel; CARDOSO, Sandro José. Envolvimento nos direitos humanos e sistemas de valores. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 9, n. 1, p. 55-65, jan./abr. 2004.

RIOS, Roger Raupp. Para um direito democrático da sexualidade. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, v. 12, n. 26, p. 71-100, dez. 2006. RONDINI, Carina A.; TEIXEIRA FILHO, Fernando S.; TOLEDO, Lívia G. Concepções homofóbicas de estudantes do ensino médio. Psicologia USP, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 57-71, abr. 2017.

SCALON, Celi; OLIVEIRA, Pedro Paulo de. A percepção dos jovens sobre desigualdades e justiça social no Brasil. Interseções, Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 408-437, dez. 2012.

SCHIEFER, Uyára. Sobre os direitos fundamentais da pessoa humana. Revista Persona, n. 28, 2004. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2017.

SCHILLING, Flávia; ANGELUCCI, Carla B. Conflitos, violências, injustiças na escola? Caminhos possíveis para uma escola justa. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 46, n. 161, p. 694-715, jul./set. 2016.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 16. n. 2, p. 5-22, jul./dez. 1990.

SILVA, Cristiane Gonçalves da et al. Religiosidade, juventude e sexualidade: entre a autonomia e a rigidez. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 13, n. 4, p. 683-692, dez. 2008.

SPOSITO, M. P. (Org.). O campo de estudos de juventude no Brasil: estado da arte (1999-2006). Belo Horizonte: Argumentum, 2009. V.2. 536p.

SPOSITO, Marilia Pontes; TARÁBOLA, Felipe de Souza. Experiência universitária e afiliação: multiplicidade, tensões e desafios da participação política dos estudantes. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, n. 137, p. 1009-1028, dez. 2016.

TOSTA, Tania Ludmila Dias. A participação de estudantes universitários no trabalho produtivo e reprodutivo. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 165, p. 896-910, set. 2017.

VIEIRA, Camila Mugnai; BARROS, Mari Nilza Ferrari de. Cidadania: entre o compromisso e a indiferença. Desvendando as representações sociais de universitários. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 13, n. 3, p. 513-522, jul./set. 2008.

WELZER-LANG, Daniel. A construção do masculino: dominação das mulheres e homofobia. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 9, n. 2, p. 460-482, 2001.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.