O laboratório de matemática como espaço de formação de professores

Zaqueu Vieira Oliveira, Luzia Maya Kikuchi

Resumo


O laboratório de Matemática é tido como um importante espaço de aprendizagem tanto dos estudantes do ensino básico quanto na formação inicial de professores. Além dos materiais e da área física que fornece, esse espaço constitui-se como um lugar capaz de suscitar a reflexão dos futuros docentes. Neste estudo exploratório, feito com os alunos da disciplina Metodologia de Ensino de Matemática da Universidade de São Paulo, verificamos a concepção inicial dos estudantes sobre tal disciplina e como o laboratório de Matemática os influenciou no processo de amadurecimento crítico em relação à sua atuação como professor. Por meio deste estudo, notamos que os momentos de produção e reflexão sobre as atividades, além da prática junto aos seus pares, foram cruciais para prepará-los para a sua futura profissão.

 

The mathematics laboratory as a space for teacher education 

The mathematics laboratory is an essential learning space for students of basic education as well as for early teacher education. In addition to the materials and physical space provided, it constitutes a proper space capable of promoting the reflection of future teachers. In this exploratory study, conducted with students in Teaching Methods in Mathematics Education at Universidade de São Paulo, we verified the initial conception of the students about such lectures and how the mathematics laboratory influenced them in the process of critical maturation concerning their roles as teachers. From this study, we noted that the moments of production and reflection on the tasks, in addition to practices with their peers, were crucial in preparing them for their future profession.

Teacher Education; Teaching Practice; Mathematics; Laboratories

 

Le laboratoire de mathématiques comme space de formation des enseignants 

Le laboratoire de mathématiques est considéré comme un espace d’apprentissage important tant pour les étudiants de l’enseignement fondamental que pour la formation initiale des enseignants. Outre les matériaux et l’espace physique qu’il procure, cet endroit est propice à susciter la réflexion chez les futurs enseignants. Dans cette étude exploratoire, effectuée auprès des élèves du cours de Méthodologie de l’Enseignement des Mathématiques de l’Universidade de São Paulo, nous avons observé la conception initiale que les étudiants ont de cette discipline et comment le laboratoire de Mathématiques les a influencés dans leur processos de maturation critique à l’égard de leur rôle en tant qu’enseignant. Grâce à cette étude, nous avons pu constater que les moments de production et de réflexion sur les activités, ainsi que la pratique entre pairs, ont été indispensables pour les préparer à leur futur métier.

Formation des Enseignants; Pratique d’ Enseignement; Mathématique; Laboratoire

 

El laboratorio de matemáticas como espacio de formación de professores

El laboratorio de Matemáticas es considerado como un importante espacio de aprendizaje, tanto para los alumnos de educación básica como en la formación inicial de los profesores. Además de los materiales y del área física que ofrece, este equipo constituye un espacio capaz de suscitar la reflexión de los futuros docentes. En este estudio exploratorio, realizado con los alumnos de la asignatura Metodología de Enseñanza de Matemáticas de la Universidade de São Paulo, verificamos la concepción inicial de los estudiantes sobre tal disciplina y como el laboratorio de Matemáticas los influenció en el proceso de madurez crítica en relación a su actuación como profesores. Por medio de este estudio, nos damos cuenta que los momentos de producción y reflexión sobre las actividades, además de la práctica junto a sus pares, fueron cruciales para prepararlos para su futura profesión.

Formación de Profesores; Práctica de Enseñanza; Matemática; Laboratorios


Palavras-chave


Formação de Professores; Prática de Ensino; Matemática; Laboratórios

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


ALENCAR, Eunice M. L. S. Criatividade e ensino. Psicologia Ciência e Profissão, Brasília, v. 6, n. 1, p. 13-16, 1986.

ALVES, Zélia M. M. B.; SILVA, Maria Helena G. F. D. Análise qualitativa de dados de entrevista: uma proposta. Paidéia, Ribeirão Preto, n. 2, p. 61-69, fev./jul. 1992.

ARAÚJO, Jussara L. Cálculo, tecnologias e modelagem matemática: as discussões dos alunos. 2002. 173 f. Tese (Doutorado) – Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2002. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2017.

ARAÚJO, Valeria A. A. de. Modelos organizadores do pensamento e o seu desenvolvimento teórico--metodológico: estudos de psicologia e educação. 2013. 280 f. Tese (Livre Docência) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: . Acesso em: 16 maio 2018.

BITTAR, Marilena; FREITAS, José Luiz M. Laboratórios de educação matemática. In: BITTAR, M.; FREITAS, J. L. M. (Ed.). Fundamentos e metodologia de matemática para os ciclos iniciais do ensino fundamental. Campo Grande: Editora UFMS, 2005. p. 231-265.

BORBA, Marcelo C.; MENEGHETTI, Renata C. G.; HERMINI, Helba A. Estabelecendo critérios para avaliação do uso de modelagem em sala de aula: estudo de um caso em um curso de Ciências Biológicas. In: BORBA, Marcelo C.; FAINGUELEMT, Estela K.; GOTTLIEB, Franca C. (Org.). Calculadoras gráficas e educação matemática. Rio de Janeiro: Art Bureau, 1999. p. 95-113.

BROLEZZI, Antonio C. Criatividade e resolução de problemas. São Paulo: Livraria da Física, 2013.

CEDRO, Wellington L.; MOURA, Manoel O. Uma perspectiva histórico-cultural para o ensino de álgebra: o clube de matemática como espaço de aprendizagem. Zetetiké, Campinas, v. 15, n. 1, p. 37-56, jan./jun. 2007.

CSIKSZENTMIHALYI, Mihaly. Creativity: flow and the psychology of discovery and invention. New York: Harper Collins Publishers, 1996.

D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Prefácio. In: BORBA, Marcelo C.; ARAÚJO, Jussara L. (Org.). Pesquisa qualitativa em educação matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. p. 11-12.

EWBANK, William A. The mathematics laboratory; what? why? when? how? The Arithmetic Teacher, Reston, v. 18, n. 8, p. 559-564, dez. 1971.

FERREIRA, Denise Helena L. Criatividade, tecnologia e modelagem matemática na sala de aula. REVEMAT: Revista Eletrônica de Educação Matemática, Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 142-155, dez. 2016.

FLEITH, Denise S.; ALENCAR, Eunice M. L. S. Escala sobre o clima para criatividade em sala de aula. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 21, n. 1, p. 85-91, 2005.

FRANZONI, Giovana G.; PANOSSIAN, Maria Lucia. O laboratório de matemática como espaço de aprendizagem. In: MOURA, Manoel O. (Org.). O estágio na formação compartilhada do professor: retratos de uma experiência. São Paulo: FE/USP, 1999. p. 113-137. LOPES, Jairo de A.; ARAÚJO, Elizabeth A. O laboratório de ensino de matemática: implicações na formação de professores. Zetetiké, Campinas, v. 15, n. 27, p. 57-69, jan./jun. 2007.

LORENZATO, Sergio. Laboratório de ensino de matemática e materiais didáticos. In: LORENZATO, Sergio. Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. 2. ed. Campinas: Autores Associados, 2009. p. 3-37.

MACHADO, Nilson José. Informática na escola: significado do computador no processo educacional. In: MACHADO, Nilson José. Epistemologia e didática: as concepções de conhecimento e inteligência e a prática docente. São Paulo: Cortez, 1999. p. 231-257.

MARTINS, Vitor M. T. Da “sociedade da criação” à “escola da criação” ou de como é urgente a criatividade na nossa escola: breves notas. Millenium: Revista do ISPV, Viseu, Portugal, n. 29, p. 313-318, jun. 2004.

MASCHIETTO, Michela; TROUCHE, Luc. Mathematics learning and tools from theoretical, historical and practical points of view: the productive notion of mathematics laboratories. ZDM Mathematics Education, Berlim, v. 42, n. 1, p. 33-47, fev. 2010.

MISKULIN, Rosana G. S. As potencialidades didático-pedagógicas de um laboratório em educação matemática mediado pelas TICs na formação de professores. In: LORENZATO, Sergio. Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores

Associados, 2009. p. 153-178.

MORENO, Montserrat; SASTRE, Genoveva; BOVET, Magali; LEAL, Aurora. Conhecimento e mudança: os modelos organizadores na construção do conhecimento. Tradução Ana Venite Fuzzato. Campinas: Unicamp; São Paulo: Moderna, 2000.

NAKANO, Tatiana C.; WECHSLER, Solange M. O percurso da criatividade do ensino médio ao ensino superior. Boletim de Psicologia, v. 56, p. 205-220, 2007.

OLIVEIRA, Ana Maria N. Laboratório de ensino e aprendizagem em matemática: as razões de sua necessidade. 1983. 138 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 1983. Disponível em: . Acesso em: 2 jan. 2018.

OLIVEIRA, Zélia M. F.; ALENCAR, Eunice Maria L. S. Criatividade na formação e atuação do professor do curso de Letras. Psicologia Escolar e Educacional, Campinas, v. 11, n. 2, p. 223-237, jul./dez. 2007.

PASSOS, Carmen Lúcia B. Materiais manipuláveis como recursos didáticos na formação de professores de matemática. In: LORENZATO, Sergio. Laboratório de ensino de matemática na formação de professores. Campinas: Autores Associados, 2009. p. 77-92.

PASSOS, Carmen Lúcia B.; GAMA, Renata P.; COELHO, Maria Aparecida. Laboratório de ensino de matemática na atuação e na formação inicial do professor de matemática. In: CONGRESSO DE LEITURA DO BRASIL, 16., 2007, Campinas. Anais... Campinas: ALB, 2007. p. 1-10.

PÁTARO, Cristina S. O. Sentimentos, emoções e projetos vitais da juventude: um estudo exploratório na perspectiva da teoria dos modelos organizadores do pensamento. 2011. 232 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 maio 2018.

RUNCO, Mark A. Problem finding, problem solving, and creativity. New Jersey: Ablex, 1994.

RODRIGUES, Fredy C. Laboratório de educação matemática: descobrindo as potencialidades do seu uso em um curso de formação de professores. 2011. 195 f. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2011. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2017.

TURRIONI, Ana Maria S. O laboratório de educação matemática na formação inicial de professores. 2004. 163 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rio Claro, 2004. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2017.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Júpiter – Sistema de Graduação. Disciplina: MAT1513 –Laboratório de Matemática. São Paulo, 2006. Disponível em: . Acesso em: 22 dez. 2017.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Júpiter – Sistema de Graduação. Disciplina: EDM0427 –Metodologia do Ensino de Matemática I. São Paulo, 2010a. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2017.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Júpiter – Sistema de Graduação. Disciplina: EDM0428 – Metodologia do Ensino de Matemática II. São Paulo, 2010b. Disponível em: . Acesso em: 26 set. 2017.

VALENTE, Wagner R. A prática de ensino de matemática e o impacto de um novo campo de pesquisa: a educação matemática. Alexandria: Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v. 7, n. 2, p. 179-196, nov. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.