Ritmos, fragmentações: tempo e trabalho docente numa escola pública de 1º grau

Autores

  • Marília Pinto de Carvalho

Palavras-chave:

Ensino de 1º Grau, Estudo Etnográfico, Organização do Tempo Escolar, Professoras, Relações de Gênero

Resumo

A investigação etnográfica numa escola pública de 1º grau na periferia da Grande São Paulo permitiu apontar diferenças marcantes na organização do tempo e em características da docência entre os diversos turnos em que se divide a escola. Os dados da observação ao longo do ano letivo de 1990 e dos depoimentos de educadoras e funcionárias levam ao questionamento de pressupostos vigentes no debate acerca do tempo de permanência dos alunos na escola, das propostas que intervêm na seriação e na jornada docente, assim como das atitudes profissionais, mediadas pelas relações de gênero, que distinguiriam as professoras das séries iniciais e finais do ensino fundamental. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Pinto de Carvalho

Downloads

Publicado

26-07-2013

Como Citar

Carvalho, M. P. de. (2013). Ritmos, fragmentações: tempo e trabalho docente numa escola pública de 1º grau. Cadernos De Pesquisa, (84), 17–30. Recuperado de http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/cp/article/view/959

Edição

Seção

Artigos