A criança escrava na literatura de viagens.

Autores

  • Maria Lúcia de Barros Mott

Palavras-chave:

Famílias, Escravidão, Crianças negras, Literatura

Resumo

A partir da análise de cerca de 80 obras cujos autores estiveram no Rio de Janeiro entre 1800 e 1850, são destacados, do contexto geral da sociedade escravocrata da época, os dados referentes à situação da criança negra, seja como "mercadoria" recém-importada da África, seja como fruto dareprodução da população já escravizada. A transcrição de trechos de relatos dos viajantes europeus revelam, em toda sua crueza, as condições em que eram mantidas as crianças, seu relacionamento com a mãe, com os patrões, com o trabalho e o valor que possuíam enquanto "mercadoria".

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Lúcia de Barros Mott

Downloads

Publicado

27-08-2013

Como Citar

Mott, M. L. de B. (2013). A criança escrava na literatura de viagens. Cadernos De Pesquisa, (31), 57–68. Recuperado de http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/cp/article/view/1665

Edição

Seção

Artigos