Podcast Socializando: a produção do podcast como instrumento de formação de professores de sociologia e meio de aprendizagem criativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18222/fcc-pprmm2022_4

Resumo

Diante das restrições sanitárias da pandemia do novo coronavírus, propusemos a criação do podcast Socializando como projeto de Estágio Supervisionado, com o principal objetivo de articular formação docente e comunicação digital e, assim, tornar viável a continuidade do estágio docente, no curso de licenciatura em Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG), durante o segundo semestre de 2020. O podcast Socializando foi proposto como metodologia de ensino baseado em projeto e construído coletivamente por professo-res, estagiários do curso de Ciências Sociais e estudantes do Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação da UFG (Cepae), ao longo da disciplina de Estágio Supervisionado III. O ensino de sociologia mediado pela produção do podcast é concebido como uma forma ho­rizontal e dialogada de aprender, ensinar e socializar por meio da comunicação digital. Ao analisar essa experiência de ensino da qual participamos como docentes e coordenadores do projeto de estágio, enfatizamos mecanismos metodológicos do projeto e efeitos na formação docente e participação dos estudantes. Observou-se que o podcast propiciou maior interação entre estagiário e estudante, valorizou a oralidade na aprendizagem, desenvolveu competências digitais e habilidades de metodologias ativas na formação docente, estimulou o protagonismo dos estudantes e instrumentalizou o gênero podcast como profícua ferramenta de aprendiza­gem criativa para a formação de professores de sociologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, S. O que é racismo estrutural? Belo Horizonte: Letramento, 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer n. CNE/CP 009/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior, curso de licenciatura, de graduação plena. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 18 jan. 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Parecer n. CNE/CEB 22/2008. Consulta sobre a implementação das disciplinas Filosofia e Sociologia no currículo do Ensino Médio. Brasília, DF, 8 out. 2008.

BRUNO, F. Vigilância hoje. [Entrevista concedida a] Eduardo de Jesus. Dispositiva, v. 2, n. 1, p. 75-82, maio/out. 2013.

DELEUZE, G. Conversações. Tradução Peter Pál Pelbart. São Paulo: 34, 2004.

DELEUZE, G. Conversações. São Paulo: 34, 2013.

FLEISCHER, S.; MANICA, D. Ativando a escuta em tempos pandêmicos. In: GROSSI, M. P.; TONIOL, R. (org.). Cientistas sociais e o coronavírus. São Paulo: ANPOCS; Florianópolis: Tribo da Ilha, 2020. p. 47-50. Disponível em: http://anpocs.org/index.php/ciencias-sociais/destaques/2458-livro-cientistas-sociais-e-o-coronavirus-ebook-download-gratuito.

FLEISHER, S.; MOTA, J. Mundaréu: um podcast de antropologia como ferramenta polivalente. Gesto, Imagem e Som, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 1-20, 2021.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

GOMES, N. L. (org.). Práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na escola na perspectiva da Lei n. 10.639/03. Brasília, DF: MEC; Unesco, 2012.

JULIÃO, L. Escolas ainda confundem racismo com bullying. Portal Justificando, 16 jul. 2018.

KILOMBA, G. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

LÉVY, P. As tecnologias da inteligência: o futuro do pensamento na era informática. São Paulo: 34, 2000.

MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediações pedagógicas. Campinas, SP: Papirus, 2000.

PAPERT, S. Logo: computadores e educação. São Paulo: Brasiliense, 1985.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2011.

RIBEIRO, D. Pequeno manual antirracista. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

RIBEIRO, F. Motivação e aprendizagem em contexto escolar. Profforma, n. 3, p. 1-5, jun. 2011.

ROCHA, R. M. de C.; TRINDADE, A. L. da (coord.). Ensino fundamental. In: BRASIL. Ministério da Educação. Orientações e ações para educação das relações étnico-raciais. Brasília, DF: Secad, 2006. p. 53-77.

SANTIAGO, V. Tem racismo na escola sim. É só perguntar às crianças negras. Palavra de Preta, 28 mar. 2017.

SANTOS, L. Politizar as novas tecnologias. São Paulo: 34, 2003.

SERRES, M. Educação e contemporaneidade em Michel Serres. Pro-Posições, v. 26, n. 1, p. 239-257, jan./abr. 2015.

SILVA, R.; BODART, C. O uso do podcast como recurso didático de Sociologia: aproximando habitus. Revista de Educação, Ciência e Cultura, Canoas, RS, v. 20, n. 1, p. 137-153, jan./jul. 2015.

SOUZA, A. L. S. (coord.). Ensino médio. In: BRASIL. Ministério da Educação. Orientações e ações para educação das relações étnico-raciais. Brasília, DF: Secad, 2006.

Downloads

Publicado

25-11-2022

Como Citar

Vieira, S. de A., & Rabelo , D. (2022). Podcast Socializando: a produção do podcast como instrumento de formação de professores de sociologia e meio de aprendizagem criativa. Textos FCC, 62, 63–82. https://doi.org/10.18222/fcc-pprmm2022_4