Critérios para avaliação de noções sobre a linguagem escrita em crianças não alfabetizadas.

Autores

  • Maria Cecília R. de Góes

Palavras-chave:

Escrita, Fonoaudiologia, Fala

Resumo

A preocupação do presente trabalho está em ampliar os critérios que são empregados, sistematicamente ou não, na avaliação das condições de crianças nas fases preliminares e iniciais da alfabetização. A partir de abordagens evolutivas do domínio do sistema de linguagem escrita é proposto um conjunto de critérios que engloba: o nível de apreensão do caráter simbólico escrito e das formas de registro da fala, no reconhecimento e na produção; o nível de apreensão da dimensão sonora enquanto independente do significado da fala, bem como a habilidade analítica em relação a esta dimensão; o nível de apreensão das funções da linguagem escrita; e o nível de apreensão de noções metalingüísticas. Um conjunto de situações-tarefas foi elaborado a partir desses critérios e aplicado a um grupo de crianças de pré-primário e primeira série. Os dados foram analisados de modo a se verificar a adequação das situações-tarefas propostas e derivar orientação e sugestões para emprego deste tipo de avaliação por professores.

Biografia do Autor

Maria Cecília R. de Góes

Downloads

Publicado

16-08-2013

Edição

Seção

Artigos