Vygotsky: alguns equívocos na interpretação de seu pensamento.

Marta Kohl de Oliveira

Resumo


Fazer uma breve exposição sobre Vygotsky, hoje, para interlocutores que trabalham na área de educação ou por ela se interessam, exige mais do que a rápida apresentação de sua biografia e de suas idéias principais. Oito anos depois da publicação de sua primeira obra no Brasil (A Formação Social da Mente, 1984) e pelo menos três anos depois das primeiras manifestações de um marcado interesse por seu pensamento nos meios educacionais brasileiros, é necessário ultrapassar o estado de difusão de idéias gerais e de confronto com outras teorias. O momento é de aprofundamento, interpretação e desenvolvimento. Esse processo não se da contribuição de Vygostsky no interior de nosso próprio processo de produção de conhecimento. Esse processo não se dá, obviamente, em situações de palestras, conferências e exposições orais (importantes momentos de síntese e divulgação), mas o âmbito dos estudos e pesquisas, cuidadosos e de longo prazo.

Palavras-chave


Pensamento; Linguagem; VIGOTSKY, Lev Semionovitch; Relações Sociais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.