Movimentos sociais por educação: a invisibilidade dos gêneros.

Marília Pinto de Carvalho, Cláudia Pereira Vianna

Resumo


O trabalho aponta o desconhecimento que as pesquisas sobre movimentos sociais por educação têm da presença majoritariamente feminina tanto nessas lutas quanto no magistério público; indica algumas contribuições que as teorias sobre relações sociais de gênero podem oferecer para a compreensão das lutas por educação, dos movimentos de mães e professoras e para as interações entre escolas e famílias de alunos.

Palavras-chave


Movimentos Sociais por Educação; Ensino de 1º Grau; Professoras; Mães de Alunos; Relações de Gênero

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: