Piaget e Vigotsky: novos argumentos para uma controvérsia.

José Antonio Castorina

Resumo


Este artigo versa sobre a renovação do debate entre Piaget e Vigotsky, enfatizando a análise da problemática diferente por eles abordada. São especificadas as características das argumentações sobre o desenvolvimento e aprendizagem, a mudança conceitual, a atividade, e o paradoxo da aprendizagem. Procura-se demonstrar que as análises piagetianas e vigotskianas mantêm sua problematização específica, mas mantêm também a compatibilidade entre elas. Essa compatibilidade e o fato de compartilharem certas teses metodológicas e teóricas fundamentais ensejam uma perspectiva de colaboração nas pesquisas sobre problemas relativos à psicologia. Além disso, discute-se a posição de Bruner sobre a incompatibilidade das obras e são apresentadas algumas implicações para o exame da prática educativa.

Palavras-chave


Aprendizagem; Desenvolvimento Cognitivo; Psicologia; Prática de Ensino; Piaget, Jean; Vigotsky; Lev Semionovitch

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: