Expansão universitária e mercado de trabalho: consequências no campo do Direito

Ricardo Bernardes Pereira

Resumo


Nos últimos anos, com a aceleração do crescimento do ensino superior brasileiro, a quantidade de bacharéis habilitados ao exercício das profissões aumentou consideravelmente. Com o objetivo de compreender as consequências da expansão universitária sobre os bacharéis em Direito, por meio de 33 entrevistas com recém-diplomados e da análise de dados secundários, este artigo mostra que a busca por concursos públicos, a desvalorização da posição de associado nos escritórios de advocacia, a ocupação de novos territórios no mercado de trabalho e a atuação como advogado autônomo são experiências comuns. O aumento do número de credenciados interage com as regras de um campo altamente regulado, de modo a possibilitar o aumento da concorrência profissional, apesar de criar formas de ingresso profissional consideradas insatisfatórias pelos bacharéis.


Palavras-chave


ensino superior; mercado de trabalho; Direito; egressos

Texto completo:

PDF

Referências


ABBOTT, Andrew. The system of profession: an essay on expert labor. Chicago: University of Chicago Press, 1988.

ABBOTT, Andrew. Linked ecologies: states and universities as environments for professions. Sociological Theory, Washington-DC, v. 23, n. 3, p. 245-274, set. 2005.

ARRUDA JÚNIOR, Eduardo Lima. Bacharéis em Direito e crise de mercado de trabalho: algumas reflexões. Sequência: Publicação do Programa de Pós-graduação da UFSC, Florianópolis, v. 4, n. 6, p. 29-40, 1983.

BALTAR, Paulo; LEONE, Eugenia. Perspectivas para o mercado de trabalho após o crescimento com inclusão social. Estudos Avançados, São Paulo, v. 29, n. 85, p. 53-67, dez. 2015.

BARBOSA, Alexandre de Freitas. O mercado de trabalho antes de 1930: emprego e “desemprego” na cidade de São Paulo. Novos estudos CEBRAP, São Paulo, n. 80, p. 91-106, mar. 2008.

BARBOSA, Alexandre de Freitas. O mercado de trabalho: uma perspectiva de longa duração. Estudos Avançados, São Paulo, v. 30, n. 87, p. 7-28, ago. 2016.

BONELLI, Maria da Gloria. A competição profissional no mundo do Direito. Tempo Social, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 185-214, maio 1998.

BONELLI, Maria da Gloria. O Instituto da Ordem dos Advogados Brasileiros e o Estado: a profissionalização no Brasil e os limites dos modelos centrados no mercado. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 14, n. 39, p. 61-81, fev. 1999.

BONELLI, Maria da Glória. Os despachantes documentalistas na era do profissionalismo organizacional. Tempo Social, São Paulo, v. 28, n. 3, p. 173-192, dez. 2016.

BRADLEY, Harriet; DEVADASON, Ranji. Fractured transitions: young adults’ pathways into contemporary labour markets. Sociology, Durham-DH, v. 42, n. 1, p. 119-136, fev. 2008.

BRAGA, Breno Gomide; FIRPO, Sérgio; GONZAGA, Gustavo. Escolaridade e diferencial de rendimentos entre o setor privado e o setor público no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, Brasília-DF, v. 39, n. 3, Ipea, Brasília, dez. 2009.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Apresentação do censo da educação superior 2016. Brasília, ago. 2017. Disponível em: https://abmes.org.br/arquivos/documentos/apresentacao_censo_educacao_superior.pdf. Acesso em: 14 maio 2018.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Microdados ENADE 2015. Brasília, 2015. Disponível em: http://inep.gov.br/microdados. Acesso em: jan. 2019.

BRASIL. Ministério do Planejamento. Painel estatístico de pessoal. 2018. Disponível em: http://www.planejamento.gov.br/assuntos/servidores/painel-estatistico-de-pessoal. Acesso em: 2 jul. 2018.

BROWN, David. The social sources of educational credentialism: status cultures, labor markets, and organizations. Sociology of Education, Washington, v. 74, extra issue: Current of Thought: Sociology of Education at the Dawn of the 21st Century, p. 19-34, 2001.

CACETE, Núria Hanglei. Breve história do ensino superior brasileiro e da formação de professores para a escola secundária. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 4, p. 1061-1076, out./dez. 2014.

CAMPOS, César Cunha. OAB em números. Vol. II. Brasília: Fundação Getúlio Vargas Projetos, 2014.

CAMPOS, César Cunha. OAB em números. Vol. III. Brasília: Fundação Getúlio Vargas Projetos, 2016.

CHEVALIER, Arnaud. Measuring over-education. Economica, Londres, v. 70, n. 279, p. 509-531, ago. 2003.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Censo do Poder Judiciário. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.cnj.jus.br/images/dpj/CensoJudiciario.final.pdf. Acesso em: 20 maio 2018.

COLLINS, Randall. The credential society: a historical sociology of education and stratification. Orlando: Academic Press, 1979.

COSTA JÚNIOR, Vander Luiz Pereira. Os jovens operários da advocacia: um estudo sobre a precarização do trabalho nos escritórios de contencioso de massa. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) − Universidade Católica de Salvador, Salvador, 2016.

DI STASIO, Valentina. Who is ahead in the labor queue? Institutions’ and employers’ perspective on overeducation, undereducation, and horizontal mismatches. Sociology of Education, Washingon-D.C., v. 90, n. 2, p. 109-126, 2017.

ELIAS, Peter; PURCELL, Kate. A classification of occupations for studying the graduate labour market. Warwick Institute for Employment Research, Warwick, Reseach Paper n. 6, mar. 2004a.

ELIAS, Peter; PURCELL, Kate. Is mass higher education working? Evidence from the labour market experiences of recent graduates. National Institute Economic Review, Londres, v. 190, n. 1, p. 60-74, 2004b.

FERNANDEZ, Roberto; WEINBERG, Nancy. Sifting and sorting: personal contacts and hiring in a retail bank. American Sociological Review, Washington-D.C., v. 62, n. 6, p. 883-902, dez. 1997.

FIGUEIREDO, Hugo; BISCAIA, Ricardo; ROCHA, Vera; TEIXEIRA, Pedro. Should we start worrying? Mass higher education, skill demand and the increasingly complex landscape of young graduates’ employment. Studies in Higher Education, Londres, v. 42, n. 8, p. 1401-1420, 2017.

FONTAINHA, Fernando de Castro; GERALDO, Pedro Heitor Barros; VERONESE, Alexandre; ALVES, Camila Souza; FIGUEIREDO, Beatriz Helena; WALDBURGER, Joana. Processos seletivos para a contratação de servidores públicos: Brasil, o país dos concursos? Rio de Janeiro: FGV Direito, 2014.

FRANK, David John; MEYER, John. University expansion and the knowledge society. Theory and Society, Heidelberg, v. 36, n. 4, p. 287-311, ago. 2007.

GREEN, Francis; ZHU, Yu. Overqualification, job dissatisfaction, and increasing dispersion in the returns to graduate education. Oxford Economic Papers, Oxford, v. 62, n. 4, p. 740-763, out. 2010.

HARTOG, Joop. Over education and earnings: where are we, where should we go? Economics of Education Review, Amsterdam, v. 19, n. 2, p. 131-147, abr. 2000.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Sistema IBGE de recuperação automática. Censo demográfico de 1980. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/tabela/200. Acesso em: 15 jun. 2018.

KLEIN, Markus. Educational expansion, occupational closure and the relation between educational attainment and occupational prestige over time. Sociology, Durham-DH, v. 50, n. 1, p. 3-23, jan. 2016.

KNIGHT, John; DENG, Quheng; LI, Shi. China’s expansion of higher education: the labour market consequences of a supply shock. China Economic Review, Ann Arbor, v. 43, p. 127-141, abr. 2017.

LIMA, Márcia; ABDAL, Alexandre. Educação e trabalho: a inserção dos ocupados de nível superior no mercado formal. Sociologias, Porto Alegre, n. 17, p. 216-238, jun. 2007.

LOYO, Alexandre de Oliveira Lima; FILHO, Moisés de Andrade Resende; MENDES, Wander Lucas. Impacto de mudanças no emprego no setor público sobre o mercado de trabalho local: evidências para as mesorregiões brasileiras de 2003 a 2010. Estudos Econômicos, São Paulo, v. 48, n. 1, p. 77-106, jan./mar. 2018.

MEDEIROS, José Adelino de Souza; CASTRO, Maria Terezinha Galhardo; SIQUEIRA, Vera Helena Ferraz. Desvio ocupacional em ciências humanas: o caso dos graduados em direito de São José dos Campos. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 33, p. 29-44, maio 1980.

MEDEIROS, Marcelo; SOUZA, Pedro H. G. Ferreira de; CASTRO, Fábio Avila de. O topo da distribuição de renda no Brasil: primeiras estimativas com dados tributários e comparação com pesquisas domiciliares (2006-2012). Dados, Rio de Janeiro, v. 58, n. 1, p. 7-36, mar. 2015.

MOK, Ka Ho; JIANG, Jin. Massification of higher education and challenges for graduate employment and social mobility: East Asian experiences and sociological reflections. International Journal of Educational Development, Amsterdam, v. 63, p. 44-51, nov. 2017.

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL – OAB. Quadro de advogados. Disponível em: https://www.oab.org.br/institucionalconselhofederal/quadroadvogados. Acesso em: 6 jun. 2018.

PAIVA, Carlos Henrique Assunção. A burocracia no Brasil: as bases da administração pública nacional em perspectiva histórica (1920-1945). História, São Paulo, v. 28, n. 2, p. 775-796, 2009.

PALOTTI, Pedro; FREIRE, Alessandro. Perfil, composição e remuneração dos servidores públicos federais: trajetória recente e tendências observadas. VIII Congresso CONSAD de Gestão Pública. In: Anais... Brasília, maio 2015.

PAULI, Rafael Camargo de; NAKABASHI, Luciano; SAMPAIO, Armando Vaz. Mudança estrutural e mercado de trabalho no Brasil. Revista de Economia Política, São Paulo, v. 32, n. 3, p. 459-478, set. 2012.

POCHMANN, Marcio. Brasil: segunda grande transformação no trabalho? Estudos Avançados, São Paulo, v. 28, n. 81, p. 23-38, ago. 2014.

REDBIRD, Beth. The new closed shop? The economic and structural effects of occupational licensure. American Sociological Review, Washington-DC, v. 82, n. 3, p. 600-624, maio 2017.

REIS, Maurício Cortez; MACHADO, Danielle Caruzzi. Uma análise dos rendimentos do trabalho entre indivíduos com ensino superior no Brasil. Economia Aplicada, São Paulo, v. 20, n. 4, p. 425-437, jul. 2015.

RIBEIRO, Carlos Antonio Costa. Desigualdades de gênero no ensino superior e no mercado de trabalho no Brasil: uma análise de idade, período e coorte. Sociedade e Estado, Brasília, v. 31, n. 2, p. 301-323, ago. 2016.

RIBEIRO, Marcelo Gomes. Desigualdades de renda: a escolaridade em questão. Educação e Sociedade, Campinas, v. 38, n. 138, p. 169-188, jan. 2017.

RIGOTTO, Márcia Elisa; SOUZA, Nali Jesus. Evolução da educação no Brasil. Análise, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 351-375, ago./dez. 2005.

RIVERA, Lauren. Hiring as cultural natching: the case of elite professional service firms. American Sociological Review, Washington-DC, v. 77, n. 6, p. 999-1022, nov. 2012.

ROTHEN, José Carlos. Os bastidores da reforma universitária de 1968. Educação e Sociedade, Campinas, v. 29, n. 103, p. 453-475, ago. 2008.

SANTOS, Aline Suelli de Salles. Os concursos públicos no campo jurídico-acadêmico. Tese (Doutorado em Direito) − Universidade de Brasília, Brasília, 2014.

SCHOFER, Evan; MEYER, John. The worldwide expansion of higher education in the twentieth century. American Sociological Review, Washington-DC, v. 70, n. 6, p. 898-920, Dec. 2005.

THOLEN, Gerbrand. Graduate employability and educational context: a comparison between Great Britain and the Netherlands. British Educational Research Journal, Londres, v. 40, n. 1, fev. 2014.

THOLEN, Gerbrand. Graduate work: skills, credentials, careers, and labour markets. New York: Oxford University Press, 2017.

THOLEN, Gerbrand; RELLY, Susan James; WARHURST, Chris; COMMANDER, Joanna. Higher education, graduate skills and the skills of graduates: the case of graduates as residential sales estate agents. British Educational Research Journal, Londres, v. 43, n. 3, jun. 2016.

TOMLINSON, Michael. Graduate employability: a review of conceptual and empirical themes. Higher Education Policy, Paris, v. 25, n. 4, p. 407-431, dez. 2012.

VAISEY, Stephen. Education and its discontents: Overqualification in America, 1972-2002. Social Forces, Chapel Hill, v. 85, n. 2, p. 835-864, dez. 2006.

VIANNA, Luiz Werneck. A judicialização das relações sociais no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 1999.

WEBER, Max. Economia e sociedade. Brasília: Editora da UnB, 1999. v. II.

WEEDEN, Kim. Why do some occupations pay more than others? Social closure and earnings inequality in the United States. American Journal of Sociology, Chicago, v. 108, n. 1, p. 55-101, jul. 2002.

WRIGHT, Ewan; HORTA, Hugo. Higher education participation in “high-income” universal higher education systems: “survivalism” in the risk society. Asian Education and Development Studies, v. 7, n. 2, p. 184-204, jan. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.