Infraestrutura escolar e espaço físico em educação: o estado da arte

Jauri dos Santos Sá, Flávia Obino Corrêa Werle

Resumo


Levantamento da produção acadêmica de Programas de Pós-graduação em Educação a partir da consulta aos bancos de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes – e da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações – BDTD. Foi utilizada abordagem qualitativa pautada na análise de conteúdo. Metodologicamente realizou-se um levantamento das teses e dissertações a partir de dois descritores: infraestrutura escolar e espaço físico. O mapeamento identificou 90 resumos assim distribuídos: 23 teses e 67 dissertações, filiadas a 42 instituições de ensino superior do país. Os dados analisados, além de permitir a construção de um estado da arte, apontam para a necessidade emergente de estudos que envolvam a questão da infraestrutura escolar e do espaço físico, como objeto empírico e não apenas como uma questão periférica nos trabalhos acadêmicos.

 

School infrastructure and physical space in education: the state of the art

This study aims to analyze the academic production developed in Brazilian graduate programs in education, using the database of the Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior [Higher Education Personnel Improvement Coordination] – Capes – and the Digital Library of Theses and Dissertations – BDTD as sources. The qualitative approach employed in this study is based on content analysis. Regarding methodology, we carried out a bibliographical survey of dissertations and theses from two describers: school infrastructure and physical space. Our mapping identified 90 abstracts, as follows: 23 dissertations and 67 theses affiliated with 42 higher education institutions in Brazil. In addition to allowing us to construct the state of the art, the analyzed data point out the emerging need of studies involving school infrastructure and physical space, as empirical objects and not only as marginal issues in academic studies.

School Infrastructure; Physical Space; State of the Art Review

  

Infrastructure scolaire et espace physique en éducation: l’état de l’art

Relevé de la production des Programmes de Post-graduation en Éducation à partir des bases de données de la Coordenação de aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior [Coordination de Perfectionnement du Personnel de Niveau Supérieur] – Capes – et de la Biblioteca Digital de Teses e Dissertações [Bibliothèque Numérique de Thèses et Dissertations] – BDTD. L’approche qualitatitive de cet étude est fondée sur l’analyse de contenu. Le relevé des thèses et des dissertations a été realisé méthodologiquement à partir de deux descripteurs: l’infrastructure scolaire et l’espace physique. Cette cartographie a identifié 90 résumés distribués de la manière suivante: 23 thèses et 67 dissertations, appartenant à 42 institutions brésiliennes d’enseignement supérieur. Les données analysées, au délà de l’élaboration d’un état de l’art, signalent la nécessité d’études concernant l’infrastructure scolaire et de l’espace physique en tant qu’objets empiriques et non seulement comme un sujet périphérique dans les travaux académiques.

Infrastructure Scolaire; Espace Physique; État de la Question

 

Infraestructura escolar y espacio físico en educación: el estado del arte

Levantamiento de la producción académica de los Programas de Postgrado em Educación a partir de la consulta a las bases de datos de la Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior –Capes– y de la Biblioteca Digital de Teses e Dissertações –BDTD. Se utilizó un abordaje cualitativo basado en el análisis de contenido. Metodológicamente se llevó a cabo un levantamento de las tesis y disertaciones a partir de dos descriptores: infraestructura escolar y espacio físico. El mapa ha identificado 90 resúmenes distribuidos del siguiente modo: 23 tesis y 67 disertaciones, filiadas a 42 instituciones de educación superior del país. Los datos analizados, además de permitir la construcción de un estado del arte, señalan la necesidad emergente de estudios relacionados con el tema de la infraestructura escolar y del espacio físico como objeto empírico y no solamente como una cuestión periférica en los trabajos académicos.

Infraestructura Escolar; Espacio Físico; Estado de la Cuestión

 


 


Palavras-chave


Infraestrutura Escolar; Espaço Físico; Estado da Arte

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Ledir Junior de. A evasão escolar no Programa SENAC de Gratuidade (PSG): um estudo de caso no Distrito Federal. 2012. 132 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, DF, 2012.

ALMEIDA, Rogério Marques de. Caminhos trilhados pela educação física no Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia de Mato Grosso – campus Cuiabá. 2011. 127 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Mato Grosso, Cuiabá, MT, 2011.

BAGNARA, Iván Carlos. Abordagens pedagógicas da educação física nas escolas públicas de Erechim, RS. 2012. 134 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, RS, 2012.

BARBOZA, Sergio de Góes. Responsabilidade social: ética ou estética. Um desafio para a educação escolar no Brasil. 2012. 148 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, 2012.

BARROS, Josemir Almeida. Organização do ensino rural em Minas Gerais, suas muitas faces em fins do XIX e início do XX (1899-1911). 2013. 349 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 2013.

BASTOS, James Dean Brito. Reforma administrativa do Estado do Maranhão: expressões do neoliberalismo na política educacional no período de 1995 a 2002. 2012. 187 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís, MA, 2012.

BAUER, Adriana. Avaliação de redes de ensino e gestão educacional: o que apontam os estudos acadêmicos. In: CONGRESSO IBERO-AMERICANO DE POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO DA EDUCAÇÃO, 4., 2014, Porto, Portugal. Anais... Porto: Anpae, 2014. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2015.

BELLE, Helena Beatriz de Moura. Escola de civismo e cidadania: ethos do colégio Beta da Polícia Militar de Goiás. 2011. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, GO, 2011.

BORGES, Jesus Rosemar. Levantamento da situação escolar em sistemas municipais de ensino do Rio Grande do Sul: uma determinação política de financiamento do ensino público e/ou ferramentas de gestão? 2014. 304 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, RS, 2014.

BOTH, Sergio José. República e escola primária: uma comparação da história da educação entre Maranhão, Minas Gerais e Mato Grosso (1899-1930). 2013. 221 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 2013.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo escolar da educação básica 2012: resumo técnico. Brasília: Inep, 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2014.

BUFFA, Ester. História e filosofia das instituições escolares. In: ARAUJO, José Carlos de Souza; GATTI JUNIOR, Décio (Org.). Novos temas em história da educação brasileira. Campinas, SP: Autores Associados; Uberlândia, MG: EDUFU, 2002. p. 25-38.

BUIATTI, Viviane Prado. Atendimento educacional especializado: dimensão política, formação docente e concepções dos profissionais. 2013. 323 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 2013.

CAMPOS, Fernanda Araújo Coutinho. Tecnologias da informação e da comunicação de professores: um estudo em cursos de licenciatura de uma universidade privada. 2011. 224 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, 2011.

CARVALHO, João Wilson Savino. Instituto de educação do Amapá: uma história de educação

pelo exemplo. 2012. 218 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, 2012.

CASTRO, Marta L. S. de; WERLE, Flavia O. C. Temáticas privilegiadas em periódicos nacionais: uma análise das publicações na área de administração da educação (1982- 2000). Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Goiânia, v. 25, n. 3, p. 491-521, 2009.

CASTRO, Marta L. S. de; WERLE, Flávia O. C. Estado do conhecimento em administração da

educação: uma análise dos artigos publicados em periódicos nacionais 1982-2000. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 12, n. 45, p. 1045-1064, 2004. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2014.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. Tradução Reginaldo de Moraes. São Paulo: Editora Unesp, 1999.

CORDEIRO, Karina de Oliveira Santos. Representações sociais da infância em escolas do campo do município de Amargosa-Bahia. 2012. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Bahia, Salvador, BA, 2012.

DIAS, Simone Chaves. Políticas públicas de formação continuada de professores: a experiência do Município de Itaguaí. 2012. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, RJ, 2012.

FERREIRA, Jaime Ricardo. O programa Mais Educação: as repercussões da formação docente na prática escolar. 2012. 149 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2012.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “Estado da Arte”. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 23, n. 79, p. 257-272, agosto 2002. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2015.

GATTI, Bernardete Angelina. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Plano, 2002 (Pesquisa em Educação, v. 1).

HORNICK, Cleudane Aparecida de Andrade. Identificação e análise dos possíveis fatores que

influenciaram os resultados elevados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) apresentado por duas escolas públicas. 2012. 122 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, SC, 2012.

LIMA, Naira da Costa Muylaert. Infraestrutura, gestão escolar e desempenho em leitura e matemática: um estudo a partir do projeto GERES. 2012, 133 f. Dissertação (Mestrado em Educação) –Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012.

MAINARDES, Jefferson. A pesquisa sobre a organização da escolaridade em ciclos no Brasil (2000-2006): mapeamento e problematizações. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 7-23, 2009. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2014.

MARQUES, Rafaela Nunes. Escolas bem sucedidas: como são? Um estudo de caso de duas escolas públicas do Distrito Federal. 2012. 118 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, DF, 2012.

MARRI, Izabel; RACCHUMI, Júlio. Infraestrutura escolar e desempenho educacional em Minas Gerais: possíveis associações. In: ENCONTRO NACIONAL DE ESTUDOS POPULACIONAIS, 28.; 2012, Águas de Lindoia. Anais... Águas de Lindoia, SP: Abep, 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2013.

NÓBREGA-THERRIEN, Silvia Maria; THERRIEN, Jacques. Os trabalhos científicos e o estado da questão: reflexões teórico-metodológicas. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 15, n. 30, p. 5-16, jul./dez. 2004. Disponível em: . Acesso em: 5 ago. 2015.

PESSANHA, Eurize Caldas. Meio século em sala de aula: histórias de pessoas, de cultura escolar e de currículo. Campo Grande, MS: Oeste, 2015.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo

“Estado da Arte” em educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, PR, v. 6, n. 19, p. 37-50, set./dez. 2006. Disponível em: . Acesso em: 3 jun. 2014.

SILVA, Beatriz Passos da. Política educacional e o ensino fundamental de 9 anos: da proposição à implantação. 2012. 122 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Presidente Prudente, SP, 2012.

SILVA, Cirlei Evangelista. Formação continuada de educadores infantis: uma proposta de

intervenção. 2004. 193 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de

Uberlândia, Uberlândia, MG, 2004.

SILVA, Flordelia Rodrigues da. IDEB da rede municipal de ensino de Barra Mansa: análise das ações dos gestores. 2012. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estácio de Sá, Rio de Janeiro, RJ, 2012.

SOARES, Natália; SOARES, Sergei. A infraestrutura das escolas brasileiras de ensino fundamental: um estudo com base nos censos escolares de 1997 a 2005. Brasília: MPOGIIPEA, 2007. (Texto para discussão n. 1267). Disponível em: . Acesso em: 12 mar. 2013.

SOARES NETO, Joaquim José; JESUS, Girlene Ribeiro de; KARINO, Camila Akemi; ANDRADE, Dalton Francisco de. Uma escala para medir a infraestrutura escolar. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 24, n. 54, p. 78-99, 2013a. Disponível em: . Acesso em: 12 jan. 2014.

SOARES NETO, Joaquim José; JESUS, Girlene Ribeiro de; KARINO, Camila Akemi; ANDRADE, Dalton Francisco de. A infraestrutura das escolas públicas brasileiras de pequeno porte. Revista do Serviço Público, São Paulo, v. 64, n. 3, p. 377-391, 2013b. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2014.

STEPHANOU, Maria. Jogo de memórias nas esquinas dos tempos: territórios e práticas de pesquisa (auto)biográfica na pós-graduação em Educação no Brasil. In: SOUZA, Elizeu Clementino; PASSEGGI, Maria da Conceição (Org.). Pesquisa (auto)biográfica: cotidiano, imaginário e memória. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

THIBES, Patrícia Andyara. A Prova Brasil de língua portuguesa: um estudo sobre os desempenhos do Paraná nos anos 2007 e 2009. 2012. 174 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, PR, 2012.

WIEBUSCH, Eloisa Maria. Avaliação externa: um caminho para a busca da qualidade da educação. 2011, 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2011.

WITTMANN, Lauro Carlos; GRACINDO, Regina Vinhaes (Org.). Políticas e gestão da educação (1991- -1997). Brasília: MEC/lnep/Comped, 2001. Realização Anpae. (Estado do Conhecimento, n. 5). Disponível em: .Acesso em: 17 mar. 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Financiadores: