Abordagens de planejamento educacional em Cadernos de Pesquisa (1972-1986)

Fabiana Silva Fernandes

Resumo


Estudo documental dos artigos publicados no periódico Cadernos de Pesquisa sobre planejamento educacional. Foram analisados 35 trabalhos publicados na seção Planejamento Educacional, no período compreendido entre 1972 e 1986. Buscou-se analisar os textos dentro de uma perspectiva histórica sobre o desenvolvimento do planejamento educacional na América Latina. Procedeu-se com a análise documental, definindo-se dois níveis de análise, um em relação aos elementos textuais dos artigos e outro sobre o conteúdo veiculado. No primeiro nível de análise foram identificados textos de caráter analítico, sínteses de metodologias e experiências e guias de orientação. Em relação ao segundo nível de análise, observaram-se as seguintes categorias: a primeira compreendendo o planejamento educacional subordinado ao sistema econômico; a segunda, artigos que abordam temas e reflexões sobre o planejamento educacional; e a terceira categoria, trabalhos que fazem crítica ao planejamento educacional.


Palavras-chave


Planejamento Educacional; Planejamento Normativo; América Latina; Cadernos de Pesquisa

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


AGUERRONDO, Inés. Formulación de política y planeamiento estratégico en la educación. Buenos Aires: IIPE, 2000.

CARDOSO; Fernando H.; FALLETO, Enzo. Dependência e desenvolvimento na América Latina. Ensaio de interpretação sociológica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1970.

COOMBS, Philips. What is the educational planning? Belgium: Unesco; IIPE, 1970. (Fundamental of Education Planning Series; 1).

FAORO, Raymundo. A modernização social. In: FAORO, Raymundo. Existe um pensamento político brasileiro? São Paulo: Ática, 1994. p. 95-115.

FERNANDES, Fabiana S. Planejamento educacional: conceitos, definições e mudanças.

Recompilando e relendo as concepções latino-americanas da década de 1980 e início de 1990.

Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual

Paulista, Araraquara, SP, 2006.

FILGUEIRA, Carlos. Expansão educacional e estratificação social na América Latina (1960-1970). Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 40, p. 61-70, fev. 1982.

FURTER, Pierre. O planejador e a educação permanente. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 27,

p. 75-99, dez. 1978.

GENTILINI, João A. Crise e planejamento educacional na América Latina: tendências e perspectivas no contexto da descentralização. 1999. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP. 1999.

GURRIERI, Adolfo. Vigencia del Estado planificador en la crisis actual. Revista de la Cepal,

Santiago, Chile, n. 31, p. 201-217, abr. 1987.

HABERMAS, Jüngen. Técnica e Ciência enquanto “ideologia”. São Paulo: Abril, 1983. (Os Pensadores).

HORTA, José S. B. Liberalismo, tecnocracia e planejamento educacional no Brasil: uma contribuição à história da educação brasileira no período 1930-1970. São Paulo: Cortez; Autores Associados, 1982.

HORTA, José S. B. Planejamento educacional. In: MENDES, Durmeval T. Filosofia da educação brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1985. p. 195-238.

LINSTONE, Harold A. La necesidad de perspectivas múltiples en la planificación. Revista de la

Cepal, Santiago, Chile, n. 31, p. 43-49, abr. 1987.

MANTEGA, Guido. A economia política brasileira. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

MATTOS, Carlos A. de. Desarrollos recientes sobre el concepto y la práctica de la planificación

en América Latina. En: CONGRESO INTERAMERICANO DE PLANIFICACIÓN, 16., 1988. Anais… San Juan, Puerto Rico: ILPES, 1988.

MATTOS, Carlos A. de. Estado, procesos de decisión y planificación en América Latina. Revista de la Cepal, Santiago, Chile, n. 31, p. 119-137, abr. 1987.

MATUS, Carlos. Adeus, senhor presidente: planejamento, antiplanejamento e governo. Tradução

de Luís Felipe R. del Riego. São Paulo: Fundap, 1997.

MATUS, Carlos. Planificación y gobierno. Revista de la Cepal, Santiago, Chile, n. 31, p. 161-177, abr. 1987.

MATUS, Carlos. Política, planejamento e governo. 2 v. Brasília, DF: Ipea, 1993. (Série Ipea; 143).

NEVES, Lúcia Maria W. et al. Estado e Planejamento Educacional no Brasil. A formação do

Planejador. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 51, p. 55-63, nov. 1984.

OLIVEIRA, Maria das G. C.; NEVES, Lúcia Maria W. Planejamento Educacional e Clientelismo

Político. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 56, p. 4-10, fev. 1986.

ORGANI ZACIÓN DE LAS NACIONES UNIDAS PARA LA EDUCACIÓN, LA CIÊNCIA E LA CULTURA ; COMISSIÓN ECONÔMICA PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE; PROGRAMA DE LAS NACIONES UNIDAS PARA EL DESARROLLO. Desarrollo y educación en América Latina. Síntesis General. Proyecto desarrollo y educación en América Latina y el Caribe. Buenos Aires, Argentina: Unesco, 1981.

PIMENTEL, Alessandra. O método da análise documental: seu uso numa pesquisa

historiográfica. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 114, p. 179-195, nov. 2001.

RAMA, Gérman W. As tendências da mudança social e a educativa na América Latina. Cadernos

de Pesquisa, São Paulo, n. 39, p. 46-66, nov. 1981.

ROGGI, Luís O. Reformas educativas e sociedade global na América Latina. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 43, p. 59-65, nov. 1982.

TEDESCO, Juan Carlos. Educação e emprego industrial: uma análise a partir de dados censitários

-1970. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 41, p. 74-82, maio 1982.

TEDESCO, Juan Carlos. Relación entre la educación y el empleo. In: RAMA, Germán W. (Org.). Desarrollo y educación en América Latina y el Caribe. Buenos Aires: Kapelusz, 1987. Tomo I, p. 81-109.

UNITED NATIONS EDUCATIONAL, SCIENTIFIC AND CULTURAL ORGANIZATION. Fundamentals of education planning: presentation. In: COOMBS, P. What is the educational planning. Belgium: Unesco; IIPE, 1970. (Fundamental of Education Planning Series; 1).

VILLAREAL, René. La planificación en economías mixtas de mercado y los paradigmas del

desarrollo: problemas y alternativas. Revista de la Cepal, Santiago, Chile, n. 31, p. 51-58, abr. 1987.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.