Diários de aula e portfólios como instrumentos metodológicos da prática educativa em artes visuais

Leonardo Verde Charréu, Marilda Oliveira de Oliveira

Resumo


Este artigo pretende dissertar sobre nossas experiências profissionais com diários de aula e portfólios no processo formativo de professores. Como são conceituados, em que estão pautados, como podem ser organizados pelos estudantes e que lugar ocupam enquanto instrumento da prática educativa foram determinantes na forma como este texto foi organizado. A partir de uma série de autores que servem de referência, pretendemos mostrar conceitualmente como operamos com esses dois instrumentos na formação de professores, tendo a perspectiva da cultura visual como pano de fundo. Essa experiência foi vivida pelos pesquisadores em dois ambientes distintos de formação – Brasil e Portugal – e, nesse sentido, serão feitas pontualizações das especificidades e respectivas contextualizações.

 

Diários de Classe; Portfólios; Formação de Professores; Cultura Visual


Palavras-chave


Diários de Classe; Portfólios; Formação de Professores; Cultura Visual

Texto completo:

PDF

Referências


AMBRÓSIO, Márcia. O uso do portfólio no ensino superior. Rio de Janeiro: Vozes, 2013.

ANDRÉ, Marli Elisa D. Afonso de; DARSIE, Marta Maria P. O diário reflexivo, avaliação e investigação didática. Meta: Avaliação, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, p. 13-30, jan./abr. 2010.

ARTER, Judith A.; SPANDEL, Vicki. Using portfolios and student work in instruction and assessment. Educational Measurement: Issues and Practice, v. 11, n. 1, p. 36-44, March 1992.

BARTON, James; COLLINS, Angelo (Ed.). Portfolio assessment: a handbook for educators. Nova York: Dale Seymor, 1997.

DARSIE, Marta Maria P. A reflexão distanciada na construção dos conhecimentos profissionais do professor em curso de formação inicial. 1998. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.

EASLEY, Shirley-Dale; MITCHELL, Kay. Portfolios matter: what, where, when, why and how to use them. Ontario: Pembroke, 2003.

FRESQUET, Adriana. Imagens do desaprender: uma experiência de aprender com o cinema. Rio de Janeiro: UFRJ, 2007.

HERNÁNDEZ, Fernando. Cultura visual, mudança educativa e projeto de trabalho. Porto Alegre: Artmed, 2000.

HOLLY, Mary Louise. Investigando a vida profissional dos professores: diários gráficos. In: NÓVOA, António (Org.). Vidas de professores. Porto: Porto, 1995. p. 79-109.

MITCHELL, W. T. J. Picture theory. Chicago: The University of Chicago, 1994.

OLIVEIRA, Marilda Oliveira de. O que pode diário de aula? In: MARTINS, Raimundo; TOURINHO, Irene (Org.). Processos e práticas de pesquisa em cultura visual e educação. Santa Maria: Editora da UFSM, 2013. p. 225-236.

TOURINHO, Irene (Org.). Diário de aula como instrumento metodológico da prática educativa. Revista Lusófona de Educação, Lisboa, v. 27, n. 27, p. 111-126, maio/ago. 2014.

PANIZ, Catiane Mazocco; FREITAS, Deise Sangoi. O uso de diários na formação inicial de professores. Jundiaí: Paco, 2011.

PORLÁN, Rafael; MARTÍN, José. El diario del profesor: un recurso para la investigación en el aula. Sevilla: Díada, 1997.

VILLAS BOAS, Benigma M. F. Portfólio, avaliação e trabalho pedagógico. Campinas: Papirus, 2012.

ZABALZA, Miguel. Diários de aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Porto Alegre: Artmed, 2004.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.