Precarização do trabalho docente numa escola de rede privada do subúrbio carioca

Angela Cristina Fortes Iório, Isabel Alice Oswald Monteiro Lelis

Resumo


O artigo aborda o trabalho docente a partir do recorte de uma pesquisa de mestrado realizada numa escola da rede privada do subúrbio carioca, que atende à nova classe média. Entrevistas com oito professoras do primeiro segmento do ensino fundamental da instituição e a observação do espaço da sala de professores foram as principais estratégias metodológicas usadas. Investigaram-se, particularmente, as condições de trabalho das professoras e como se processa o desenvolvimento profissional. Evidenciou-se a precarização do trabalho docente em função dos baixos salários, da intensificação das tarefas, da ausência de uma política de formação e de uma lógica organizacional que não favorece o partilhar dos saberes entre os professores. Além disso, essa lógica organizacional, fundada em dispositivos de regulação no cumprimento de prazos, de controle da prática docente e orientada por manuais pedagógicos e softwares educativos, compromete a autonomia das professoras e o desenvolvimento de um clima colaborativo.

 


Palavras-chave


Professores; Condições de trabalho; Profissionalização; Escola privada

Texto completo:

PDF

Referências


ASSUNÇÃO, Ada Ávila; OLIVEIRA, Dalila Andrade. Intensificação do trabalho e saúde dos professores. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 107, p. 349-372, maio/ago. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2011.

BALL, Stephen J. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem fronteiras, v. 1, n. 2, p. 99-116, jul./dez. 2001. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2011.

BALL, Stephen J. Performatividade, privatização e o pós-estado do bem-estar. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 89, p. 1105-1126, set./dez. 2004. Disponível em: . Acesso em: 12 dez. 2011.

BARDWICK, Judith. M. Perigo na zona de conforto: como eliminar o hábito do entitlement. 2. ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

CAMPOS, Magaly Robalino. Profissão docente: novas perspectivas e desafios no contexto do século XXI. In: UNESCO. O desafio da profissionalização docente no Brasil e na América Latina. Brasília: Consed, Unesco, 2007.

CANÁRIO, Rui (Org.). Formação e situações de trabalho. Porto: Porto, 1997.

CANÁRIO, Rui (Org.). Formação e desenvolvimento profissional dos professores. In: CONFERÊNCIA DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL DE PROFESSORES PARA A QUALIDADE E PARA A EQUIDADE DA APRENDIZAGEM AO LONGO DA VIDA. Comunicações... Lisboa: Ministério da Educação, 2007. p. 133-148.

CARIA, Telmo H. A cultura profissional dos professores: o uso do conhecimento em contexto de trabalho na conjuntura da Reforma Educativa dos anos 90. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.

CUNHA, Luiz Antônio. Contribuição para a análise das interferências mercadológicas nos currículos escolares. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 48, set./dez. 2011.

FRIDMAN, Luis Carlos Vertigens pós-modernas: configurações institucionais contemporâneas. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.

GATTI, Bernardete A. (Coord.); BARRETTO, Elba S. de S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília, DF: Unesco, 2009.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, prisões e conventos. 8. ed. São Paulo: Perspectiva, 2010.

HARGREAVES, Andy. Os professores em tempos de mudança: o trabalho e a cultura dos professores na Idade Pós-moderna. Portugal: Mc Graw-Hill, 1998.

LELIS, Isabel Alice O. M.; IÓRIO, Angela C. Fortes; MESQUITA, Silvana S. de A. Escolas privadas de setores populares: quem são seus agentes? In: ENCONTRO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO DA REGIÃO SUDESTE, 10., 2011. Anais... Rio de Janeiro, 2011. ISBN 978-85-60316-16-8. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2011.

LESSARD, Claude (Org). O trabalho docente, a análise da actividade e o papel dos sujeitos. Sísifo / Revista de Ciências da Educação, n. 9, p. 119-128, maio/ago. 2009. Disponível em: .

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, n. 8, p. 07-22, jan./abr. 2009. Disponível em: .

MAROY, Christian. Note de synthèse – Les évolutions du travail enseignant em France et en Europe: facteurs de changement, incidances et résistances dans l’enseignement secondaire. Revue Française de Pédagogie, n. 155, p. 111-142, avril-mai-juin 2006.

MELLO, Guiomar Namo de. Magistério de 1° grau: da competência técnica ao compromisso político. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

MELLO, Guiomar Namo de. Os professores na virada do milênio: do excesso dos discursos à pobreza das práticas. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 25, n. 1, p. 11-20, jan./jun. 1999. Disponível em: .

NÓVOA, António. Professores: imagens do futuro presente. Lisboa: Educa, 1999.

OLIVEIRA, Romualdo Portela de. A transformação da educação em mercadoria no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 30, n. 108, p. 739-760, out. 2009. Disponível em: . Acesso em: 27 out. 2011.

PÉREZ GÓMEZ, Angel I. A cultura escolar na sociedade neoliberal. Porto Alegre: Artmed, 2001.

SILVA, Rose Neubauer da; DAVIS, Claudia; ESPOSITO, Yara Lúcia. O ciclo básico do estado de São Paulo: um estudo sobre os professores que atuam nas séries iniciais. In: SERBINO, Raquel V. et al. (Org.). Formação de professores. São Paulo: Editora da Unesp, 1998. p. 265-297.

SOUZA, Amaury de; LAMOUNIER, Bolivar. A classe média brasileira: ambições, valores e projetos de sociedade. Rio de Janeiro: Elsevier; Brasília, DF: CNI, 2010.

SOUZA, Jessé. Os batalhadores brasileiros: nova classe média ou classe trabalhadora? Belo Horizonte: UFMG, 2010.

TIRAMONTI, Guillermina. O cenário político e educacional dos anos 90: a nova fragmentação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 100, p. 79-91, mar. 1997. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2011.

VAN ZANTEN, Agnès. A influência das normas de estabelecimento na socialização profissional dos professores: o caso dos professores dos colégios periféricos franceses. In: TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude (Org.). O ofício de professor. Histórias, perspectivas e desafios internacionais. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009. p. 200-216.

VELLOSO, Jacques. Política educacional e recursos para o ensino: o salário-educação e a Universidade Federal. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 61, p. 3-39, maio 1987.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.