Deficiência múltipla: formação de professores e processos de ensino-aprendizagem

Márcia Denise Pletsch

Resumo


O artigo discute diferentes dimensões do processo educacional de alunos com deficiência múltipla matriculados no atendimento educacional especializado – AEE – oferecido numa classe multifuncional em uma escola localizada na Baixada Fluminense, estado do Rio de Janeiro, no período letivo de 2013. Participaram da investigação quatro alunos com deficiência múltipla não oralizados e duas professoras do AEE. Metodologicamente, empregaram-se os referenciais da pesquisa-ação; na coleta de dados, a observação participante e entrevistas semiestruturadas; como base teórica, a matriz histórico-cultural de Vigotski. Os resultados evidenciaram, entre outros pontos, a importância da pesquisa-ação na formação continuada dos professores participantes. Igualmente, ilustraram as possibilidades de construção dos processos psicológicos superiores nos alunos com essa deficiência com base em intervenções pedagógicas sistemáticas com uso de recursos da comunicação alternativa e das tecnologias assistivas.


Palavras-chave


Multiple Disabilities; Special Programmes; Teaching; Learning

Texto completo:

PDF PDF (inglês)

Referências


ANDRADE, Joana de J. de; SMOLKA, Ana Luiza B. Reflexões sobre desenvolvimento humano e neuropsicologia na obra de Vigotski. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 17, n. 4, p. 699-709, out./dez. 2012.

ARIAS BEATÓN, Guillermo. La persona en el enfoque histórico cultural. São Paulo: Linear B, 2005. 297 p.

BAQUERO. R. Vygostky e a aprendizagem escolar. Tradução de Ernani F. da Fonseca Rosa. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001. 167 p.

BERNARDES, Maria Eliza M. Mediações simbólicas na atividade pedagógica: contribuições da teoria histórico-cultural para o ensino e aprendizagem. Curitiba: CRV, 2012. 231 p.

BRASIL. Resolução n. 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes operacionais para o atendimento educacional especializado na educação básica, modalidade educação especial. Brasília, DF: MEC, 2009.

BRASIL. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Brasília, DF: MEC, 2008.

BRASIL. Comitê de Ajudas Técnicas. ATA V. 2007. Disponível em: . Acesso em: jan. 2014.

BRASIL. Educação infantil: saberes e práticas da inclusão: dificuldades acentuadas de aprendizagem: deficiência múltipla. Brasília, DF: MEC/SEE, 2006.

BRAUN, Patrícia. Uma intervenção colaborativa sobre os processos de ensino e aprendizagem do aluno com deficiência intelectual. 2012. 324 p. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. 2012.

DAINÊZ, Débora. Constituição humana, deficiência e educação: problematizando o conceito de compensação na perspectiva histórico-cultural. 2012. 119 p. Projeto de qualificação (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2012.

DAINÊZ, Débora; SMOLKA, Ana Luiza B. O conceito de compensação no diálogo de Vigotski com Adler: desenvolvimento humano, educação e deficiência. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 4, p. 1093-1108, out./dez. 2014.

DELIBERATO, Débora; GONÇALVES, Maria de J.; MACEDO, Eliseu C. de. Comunicação alternativa: teoria, prática, tecnologias e pesquisa. São Paulo: Memnon, 2009. 364 p.

FICHTNER, Bernd. Introdução à abordagem histórico-cultural de Vygostky e seus colaboradores. Disponível em: . Acesso em: dez. 2012. (Seminário de Pesquisa)

FRIEDRICH, Janette. Lev Vigotski – mediação, aprendizagem e desenvolvimento: uma leitura filosófica e epistemológica. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2012. 128 p.

GLAT, Rosana; PLETSCH, Márcia D. Inclusão escolar de alunos com necessidades especiais. 2. ed. Rio de Janeiro: EdUerj, 2012.

GÓES, Maria Cecília Rafael de. As contribuições da abordagem histórico-cultural para a pesquisa em educação especial. In: BAPTISTA, Claudio R. et al. (Org.). Educação especial: diálogo e pluralidade. Porto Alegre: Mediação, 2008. p. 37-46.

GÓES, Maria Cecília Rafael de. Relações entre desenvolvimento humano, deficiência e educação: contribuições da abordagem histórico-cultural. In: OLIVEIRA, Marta K.; SOUZA, Denise T.; REGO, Teresa C. (Org.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Moderna, 2002. p. 95-116.

GÓES, Maria Cecília Rafael de. A abordagem microgenética na matriz histórico-cultural: uma perspectiva para o estudo da constituição da subjetividade. Cadernos Cedes, v. 20, p. 9-25, 2000.

GÓES, Maria Cecília Rafael de; CRUZ, Maria N. da. Sentido, significado e conceito: notas sobre as contribuições de Lev Vigotski. Pro-Posições, v. 17, n. 50, p. 31-45, maio/ago. 2006.

GÓES, Maria Cecília Rafael de; LAPLANE, Adriana L. F. de (Org.). Políticas e práticas de educação inclusiva. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2009.

KASSAR, Mônica de C. M. Funções mentais superiores e a formação da consciência em sujeitos com deficiência mental grave: implicações pedagógicas. In: SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. (Org.). Estudos na perspectiva de Vigotski: gênese e emergência das funções psicológicas. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2013. p. 151-172.

KASSAR, Mônica de C. M.. Percursos da constituição de uma política brasileira de educação especial inclusiva. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, SP, v. 17, p. 41-58, maio/ago. 2011. Edição especial.

MANZINI, Eduardo J. A entrevista na pesquisa social. Didática, São Paulo, v. 26/27, p. 149-158, 1990.

MASINI, Elcie F. S. Pesquisas sobre surdocegueira e deficiências sensoriais múltiplas. Revista Construção Psicopedagógica, São Paulo, v. 19, n. 18, p. 64-72, 2011.

MENDES, Enicéia G. Observatório Nacional de Educação Especial (Oneesp). Disponível em: . Acesso em: jan. 2014.

MENDES, Geovana M. L.; SILVA, Fabiany de C. T. Currículo e conhecimento escolar na contemporaneidade: desafios para a escolarização de sujeitos com deficiência. Education Policy Analysis Archives, Arizona, v. 22, n. 80, ago. 2014.

NUNES, Leila R. O. de P. et al. (Org.). Comunicar é preciso: em busca das melhores práticas na educação do aluno com deficiência. São Paulo: ABPEE, 2011. 193 p.

PINO, Angel. As marcas do humano: às origens da constituição cultural da criança na perspectiva de L. V. S. Vigotsky. São Paulo: Cortez, 2005. 303 p.

PLETSCH, Márcia D. Repensando a inclusão escolar: diretrizes políticas, práticas curriculares e deficiência intelectual. Rio de Janeiro: Nau/Edur, 2010. 279 p.

PLETSCH, Márcia D.; ROCHA, Maíra G. de S. da. A etnografia como abordagem metodológica em pesquisas na educação especial. In: NUNES, L. R. d’Oliveira de P. Metodologia de pesquisas em educação especial. São Paulo: ABPEE, 2014. No prelo.

ROCHA, Maíra G. de S. da. Processos de ensino e aprendizagem de alunos com múltiplas deficiências no AEE à luz da teoria histórico-cultural. 2014. 218 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação e Instituto Multidisciplinar/PPGEduc, UFRRJ, Nova Iguaçu, Rio de Janeiro, 2014.

SMOLKA, Ana Luiza B. Prefácio. In: FRIEDRICH, Janette. Lev Vigotski – mediação, aprendizagem e desenvolvimento: uma leitura filosófica e epistemológica. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2012. p. 7-10.

SMOLKA, Ana Luiza B. Prefácio Ensinar a significar: as relações de ensino em questão ou (não) coincidências nas relações de ensino. In: SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. (Org.). Questões de desenvolvimento humano: práticas e sentidos. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010. p. 107-128.

SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. (Org.). Estudos na perspectiva de Vigotski: gênese e emergência das funções psicológicas. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2013. 268 p.

SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. Emoção, memória, imaginação: a constituição do desenvolvimento humano na história e na cultura. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2011. 203 p.

SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. Questões de desenvolvimento humano: práticas e sentidos. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010. 239 p.

SMOLKA, Ana Luiza B.; NOGUEIRA, Ana Lúcia H. O desenvolvimento cultural da criança: mediação, dialogia e (inter)regulação. In: OLIVEIRA, Marta K.; SOUZA, Denise T.; REGO, Teresa C. (Org.). Psicologia, educação e as temáticas da vida contemporânea. São Paulo: Moderna, 2002. p. 77-94.

SOUZA, Flávia F. de. Políticas de educação inclusiva: análise das condições de desenvolvimento dos alunos com deficiência na instituição escolar. 2013. 297 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2013.

VIGOTSKI, Lev S. Obras escogidas V. Madrid: Visor, 1997.

VIGOTSKI, Lev S. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001. 496 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.