Políticas educativas e modos de subjectivação da profissão docente.

José Alberto Correia, Luísa Álvares Pereira, Henrique Vaz

Resumo


Com este texto, pretende analisar-se a influência das políticas educativas nos contextos e no trabalho do professor. A partir de um conjunto de informações empíricas, recolhidas no decurso de dois projectos de investigação, foi possível descrever as modalidades através das quais os professores gerem o seu sofrimento profissional. Por outro lado, estes mesmos dados também permitiram caracterizar um conjunto de “ideologias profissionais defensivas”, discernindo-se, igualmente, as tensões existentes entre as figuras dos jovens e dos alunos que frequentavam um determinado conjunto de escolas secundárias em Portugal. Com base na reinterpretação dessa mesma informação empírica, serão ainda analisados os efeitos que assumem as actuais políticas educativas no reforço da alienação e da exploração do trabalho docente.


Palavras-chave


Professores; Identidade; Trabalho; Políticas Educacionais

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.