Relação entre sexo da criança e aspirações educacionais e ocupacionais das mães

Maria M. Malta Campos, Yara Lúcia Esposito

Resumo


Esta pesquisa teve como objetivo verificar se as expectativas que mães de crianças de 4 a 6 anos de idade têm a respeito do futuro de seus filhos são influenciadas pelo sexo da criança. Procurou-se verificar também se isto ocorre de forma diferente conforme a camada social considerada. Para tanto foram analisadas as respostas obtidas através de entrevistas realizadas durante o ano de 1974 com 90 mães de nível socioeconômico médio e 90 de nível baixo em São Paulo e 90 mães de Ceilândia, D.F. A análise dos dados demonstra que as diferenças nas expectativas educacionais se acentuam conforme se passe da população de nível médio para a de nível baixo. Também foram encontradas diferenças entre as expectativas de realidade e o que as mães desejam idealmente para os filhos. Quanto às expectativas ocupacionais, verificou-se que elas também se diferenciam conforme o sexo da criança, sendo que existe uma maior flexibilidade na escolha de profissões para as meninas na amostra de nível médio.

Palavras-chave


Mães; Sexo; Crianças

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.