Propostas educacionais das instituições de menores carentes no estado de São Paulo.

Walter E. Garcia

Resumo


Baseado em sua experiência de trabalho na FEBEM - Fundação Estadual de Bem Estar do Menor, o autor descreve e analisa as principais características da orientação pedagógica predominante nas instituições assistenciais que atendem o menor carente. Isolando o menor de seu ambiente, de forma anão levar em consideração o contexto social que produz sua marginalização, educando-o em função de ideais ultrapassados, não lhe fornecendo o tipo de profissionalização desejado, essas instituições acabam colocando em prática uma educação repressiva e estigmatizadora. O artigo termina sugerindo algumas diretrizes que deveriam ser adotadas na área de atendimento ao menor.

Palavras-chave


Crianças; Pobreza; São Paulo; Instituições sociais; Orientação educacional; Marginalização; Meio social.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.