A convenção internacional sobre os direitos da criança: debates e tensões.

Fúlvia Rosemberg, Carmem Lúcia Sussel Mariano

Resumo


Neste artigo, revisitamos a literatura sobre o contexto sociopolítico e o texto da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança, bem como algumas de suas repercussões no Brasil. Nosso interesse de apresentar e discutir a literatura sobre a Convenção decorre não só da escassez da bibliografia brasileira, apesar da célere ratificação do documento pelo Brasil e de ele ter inspirado a elaboração do art. 227 da Constituição Brasileira de 1988 e do Estatuto da Criança e do Adolescente. Deriva, sobretudo, de sua inovação na representação de infância e dos direitos da criança e, em consequência, da intensa e instigante produção acadêmica que tem provocado no hemisfério norte. Além disso, parece-nos urgente que a sociedade brasileira disponha de embasamento mais consistente sobre os marcos legais que adota.

Palavras-chave


Direitos da Criança e do Adolescente; Políticas Públicas; Assistência à Infância; Crianças

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.