O ensino de Língua Inglesa na prática: micropráticas de ensino como estratégia de formação inicial de professores de língua estrangeira

Autores

  • Rafaela Fetzner Drey Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), Osório (RS), Brasil

Resumo

A presente proposta apresenta um projeto de extensão curricularizada vinculado à disciplina de Metodologia e Laboratório de Ensino de Língua Inglesa do quarto semestre do curso de Licenciatura em Letras. Português/Inglês do campus Osório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul. Considerando que a maioria dos estudantes de licenciatura não possui experiências docentes prévias, o projeto visou a proporcionar a esses licenciandos experiências práticas de ensino e também oferecer novas possibilidades de estudo da língua aos alunos de uma escola pública da comunidade, com a qual foi estabelecida uma parceria entre a professora formadora e duas docentes de língua inglesa. Os licenciandos desenvolveram atividades para o ensino da língua inglesa e as ministraram nas turmas da escola parceira, como uma experiência de microprática de ensino. Tais aulas serviram como mola propulsora do desenvolvimento da profissionalidade dos futuros docentes. As propostas de atividades foram compartilhadas entre os alunos da disciplina e entre as docentes da escola parceira, objetivando a coconstrução de uma nova perspectiva interativa de formação de professores, baseada na ideia de comunidades de prática, na qual teoria e prática se entrelaçam, concomitante ao amparo proporcionado pelos pares mais experientes: a professora formadora e os professores já atuantes na rede pública.

Referências

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CP n. 2/2015. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília, 1º de julho de 2015.

BRASIL. Lei de Criação dos Institutos Federais: Lei n. 11.892 - 29 de dez. 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Brasília, DF: 2008.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação: Lei n. 9394/96 – 24 de dez. 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF: 1996.

BRONCKART, J.-P. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Campinas: Mercado de Letras, 2006.

BROWN, H. D. Teaching by Principles: An Interactive Approach to Language Pedagogy. New York: Longman, 2001.

BROWN, H. D.; ABEYWICKRAMA, P. Language Assessment. Principles and Classroom Practices. 2nd ed. White Plains, NY: Pearson Longman, 2010.

Di PIETRO, J.-F. de; SCHNEUWLY, B. O modelo didático de gênero: um conceito de engenharia didática. MOARA: Revista da Pós-Graduação em Letras da UFPA, Belém, n. 25, p. 15-52, jan./jun. 2006.

DREY, R. F. “Eu nunca me vi, assim, de fora”: representações sobre o agir docente através da autoconfrontação. 2008. 168 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, Rio Grande do Sul,

DREY, R. F. O processo de competência docente no trabalho real/concretizado. Saarbrücken, Alemanha: NEA, 2015.

DREY, R.F.; SELISTRE, I.C.T. Ensino de inglês nos dias atuais: experiências práticas de sala de aula. Porto Alegre: Pragmatha, 2019.

HARMER, J. How to Teach English. Essex: Pearson, 2007.

HOLDEN, S. O ensino de língua inglesa nos dias atuais. São Paulo: SBS, 2009.

INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Campus Osório. Projeto Pedagógico Curso de Licenciatura em Letras Português/Inglês. Autorizado pela resolução n. 024, do CONSUP, de 16 de abril de 2015 e alterado pela resolução n. 105,

do CONSUP, de 13 de dezembro de 2016. Osório, 2016. 172 f. Disponível em:

https://osorio.ifrs.edu.br/site/midias/arquivos/201702395247ppc_letras_alterado2016.pdf. Acesso em: 23 out. 2019.

PAIVA, V. L. M. de O. Ensino de Língua Inglesa no Ensino Médio: teoria e prática. São Paulo: SM, 2012.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

UR, P. A Course in Language Teaching. Cambridge: CUP, 2010.

WENGER, E. et al. Cultivating Communities of Practice. Boston, MA: Harvard Business School Press, 2002.

Downloads

Publicado

26-11-2019