Regulação educacional, formação e trabalho docente

Autores

  • Olgaíses Maués

DOI:

https://doi.org/10.18222/eae204420092040

Palavras-chave:

Formação de Professores, Trabalho, Políticas Educacionais

Resumo

As últimas décadas têm sido pródigas no que diz respeito às mudanças de base, incluindo aquelas concernentes à educação. Em razão da globalização, os Estados nacionais se reestruturaram, fazendo a transição do modo de gestão, passando de uma administração burocrática para uma gestão empresarial. Essa mudança foi justificada como forma de agilizar os serviços prestados pelo Estado, que estava, segundo a ótica dos reformadores, pesado, burocratizado, o que o tornava pouco ágil e eficiente. As políticas da educação que se realizaram a partir de então estabeleceram reformas e criaram novas regulações, a fim de permitir que os sistemas educacionais, em âmbito nacional e local, se submetessem às novas orientações segundo essa outra lógica. A análise de algumas regulações definidas pelas políticas educacionais é o objeto deste trabalho, resultante de uma pesquisa bibliográfica/documental que buscou identificar as relações existentes entre a reforma do Estado, as tendências da educação traduzidas pelas políticas e o estabelecimento de novas regulações no tocante à formação e ao trabalho docente.

Biografia do Autor

Olgaíses Maués

Downloads

Publicado

30-12-2009

Edição

Seção

Outros Temas